arquitetura

Casa circular do arquiteto norte-americano Lloyd Wright à venda por 2,70 MEuro

casa-circular-de-frank-lloyd-wright

A casa circular, um dos mais de mil edifícios concebidos pelo arquiteto Lloyd Wright em todo o mundo, foi o último projeto de vivenda da sua autoria.

A casa circular do arquiteto norte-americano Frank Lloyd Wright, nas montanhas do Arizona, encontra-se à venda por 3,25 milhões de dólares (2,70 milhões de euros), anunciou a empresa encarregada da venda do imóvel.

Último legado de Wright (1867-1959), a casa, conhecida como “Norman Lykes Home”, tem 287,9 metros quadrados e a venda contempla também o recheio, como referiu a empresa de The Agency, em comunicado.

Wright começou a desenhar a casa algum tempo antes da sua morte, em 1959, concebendo uma estrutura de círculos concêntricos, janelas redondas e paredes curvas que seguem as formas da montanha de Arizona onde está erigida

A conceção circular assemelha-se ao Museu Guggenheim de Nova Iorque, desenhado por Frank Llyod Wright no final da sua vida.

John Rattenbury, discípulo de Wright, terminou o projeto de arquitetura da “Norman Lykes Home” em 1967.

A casa circular, um dos mais de mil edifícios concebidos pelo arquiteto em todo o mundo, foi desenhada para Norman e Aimee Lykes (venderam o imóvel há duas décadas) e foi o último projeto de vivenda da autoria de Wright.

“É uma casa incrível e uma das 14 em círculo desenhadas por Wright”, indicou Jack Luciano, da empresa The Agency, enquanto Julie Franks, filha da última proprietária da histórica vivenda, afirmou que o imóvel “foi desenhado no leito da morte do arquiteto exclusivamente para Norman, foi a última visão de Wright”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O presidente do Novo Banco, António Ramalho, conversa com Teresa Leal Coelho (ausente da foto), presidente da Comissão de Orçamento, Finanças e Modernização Administrativa, durante a audição na Assembleia da República, Lisboa, 21 de março de 2019.  ANTÓNIO COTRIM/LUSA

Ramalho: “DG Comp não tem particular simpatia pelos bancos portugueses”

António Tomás Correia, presidente da Associação Mutualista Montepio Geral

( Gustavo Bom / Global Imagens )

ASF inicia processo de avaliação da idoneidade de Tomás Correia

Rodrigo Costa, CEO da REN Fotografia: MÁRIO CRUZ/LUSA

Rodrigo Costa: “Já pagámos 127,5 milhões” de CESE

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Casa circular do arquiteto norte-americano Lloyd Wright à venda por 2,70 MEuro