RGPD

Comissão de Proteção de Dados fora de serviço esta semana

Captura de ecrã 2018-06-06, às 18.04.58

O novo regulamento de proteção de dados está há uma semana em aplicação e entidade que fiscaliza está sem serviços esta semana.

Fez correr rios de tinta nos jornais (e de caracteres nos sites). Fez milhares de empresas e entidades portuguesas – pequenas e grandes – gastarem muitos milhares de euros. O novo regulamento geral de proteção de dados (RGPD) entrou em vigor há pouco mais de uma semana, a 25 de maio. Mas, durante esta semana, a autoridade que vai fiscalizar o novo RGPD, a Comissão Nacional de Proteção de Dados (CNPD) está, literalmente, fora de serviço.

Quem o diz é a própria comissão. No seu site oficial, que tem estado inoperacional, o CNPD anuncia “mudança de instalações”. “Todos os serviços estarão encerrados previsivelmente entre os dias 5 e 10 de junho”. O pequeno comunicado no site, datado de 1 de junho, indica ainda, e sem margem para dúvidas, que: “todas as comunicações estarão desligadas, não estando em funcionamento os telefones, caixas de correio eletrónico e sítio da Internet”.

Esse mesmo facto foi destacado esta quarta-feira, na conferência de gestão de informação IMSHARE, pelo especialista na área e Data Protection Officer (o novo cargo que todas as empresas com uma certa dimensão têm de ter a propósito do RGPD), Manuel Melo. Na sua Keynote, o responsável da empresa EPDSI (Encarregados da Protecção de Dados e da Segurança da Informação), achou “estranha” esta falta de continuidade dos serviços da autoridade responsável pelo RGPD.

O Dinheiro Vivo falou com Manuel Melo, que lembrou o esforço que as empresas têm feito para cumprir o novo RGPD: “Até do ponto de vista simbólico é bizarro os serviços estarem fechados. Foi a pior data para fazerem a mudança, porque é preciso garantir a continuidade dos serviços, é estranho não haver sequer atendimento presencial”.

O especialista, com 20 anos de experiência nesta área, lembra ainda que só nos últimos dias ficaram disponíveis, no site da CNPD, dois novos formulários que dizem respeito ao novo regulamento: o formulário de notificação de encarregado de proteção de dados (a tal profissão nova em muitas empresas para gestão dos dados) e o formulário de notificação de violação de dados pessoais. Este último será a forma mais indicada da CNPD agir, ou seja, por reação a uma denúncia e não propriamente fazendo fiscalização no terreno.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
7. Aeroporto de Londres Heathrow

Oficial. Portugal fora do corredor turístico do Reino Unido

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva. ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

Decisão do Reino Unido é “absurda”, “errada” e “desapontante”, diz Santos Silva

O primeiro ministro, António Costa.     MANUEL DE ALMEIDA / POOL/LUSA

António Costa admite despedimentos na TAP com menos rotas e aviões

Comissão de Proteção de Dados fora de serviço esta semana