dicas

Compra as férias na Internet? 10 conselhos para não ser enganado

ferias

Saiba os passos que deve dar para comprar férias ou arrendar casa através da internet e não ter más surpresas na hora de descansar.

Com a aproximação de eventos internacionais que atraem turistas de todo o Mundo, como os jogos olímpicos de Londres, o campeonato do mundo de futebol em 2014 e os jogos olímpicos de 2016 no Brasil, a par da tendência crescente para os viajantes organizarem as suas próprias viagens com recurso apenas à internet, crescem as probabilidades de fraudes no turismo.

Preços incrivelmente baixos podem ser um alerta para algo que está mal. Pode arriscar comprar um pacote de avião e hotel e acabar por descobrir no destino que não há reservas no hotel ou que este não corresponde minimamente ao que tinha sido anunciado. Mesmo depois de ter visto todos os detalhes da marcação no computador ou de ter recebido os documentos da reserva, pode vir a descobrir que a viagem nunca foi marcada.

Aqui tem dez conselhos úteis para não ser vigarizado nas férias adquiridas online:

1 – Verifique sempre os pormenores sobre a empresa que anuncia as viagens, incluindo o nome sob o qual está registada e a morada física (e que esta existe realmente).

2 – Pesquise a morada da empresa em mapas online e compare também a morada do alojamento e as imagens com o que lhe é prometido. Se estiver a lidar com o proprietário de um alojamento, peça pormenores sobre a área circundante e compare com a informação dos mapas ou outros sites.

3 – Pesquise informação e comentários de outros utilizadores da empresa ou agente que pretende vender-lhe a viagem ou alojamento.

4 – Peça opiniões aos amigos e pesquise utilizadores nas redes sociais – por vezes surgem grupos de utilizadores descontentes com determinada empresa que podem dar-lhe pistas importantes para evitar dissabores.

5 – Mantenha-se atento aos textos do site – problemas de gramática, erros ortográficos ou gralhas são, frequentemente, sinais de um site fraudulento.

6 – A existência recente ou a mudança de proprietário da empresa podem ser também denotar fraude, especialmente se oferece preços inacreditavelmente baixos.

7 – A empresa pode alegar ser membro de alguma associação de comércio ou da Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo (APAVT), por exemplo, para cativar a confiança dos consumidores. Tente verificar, junto da associação invocada, se tal empresa é realmente membro. Procure informação sobre o RNAVT (registo para agentes de viagens e turismo) da empresa, quando portuguesa.

8 – Desconfie se for encorajado a pagar em dinheiro. Nunca utilize sistemas de transferência de dinheiro e utilize cartão de crédito, uma vez que pode proteger o pagamento. Verifique sempre se o site apresenta um cadeado na barra de endereços quando efetuar o pagamento online.

9 – Leia sempre os termos e condições do negócio para confirmar exatamente o que está a ser-lhe vendido. Verifique se os detalhes na documentação que recebe coincidem com a viagem e o alojamento que marcou e verifique a reserva também antes de viajar, em particular se tiver decorrido um período maior de tempo desde a reserva e a chegada.

10 – Não se sinta tentado a comprar férias e voos anunciados a preços demasiado bons para serem verdadeiros – porque, frequentemente, assim será. Os anúncios fraudulentos existem por toda a internet. Se tiver dúvidas, não compre.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(Gustavo Bom / Global Imagens )

Englobamento agrava IRS para rendimentos ‘protegidos’ pelo mínimo de existência

(Gustavo Bom / Global Imagens )

Englobamento agrava IRS para rendimentos ‘protegidos’ pelo mínimo de existência

Salvador de Mello
( Álvaro Isidoro / Global Imagens )

Saúde não pode andar “ao sabor de ventos políticos”

Outros conteúdos GMG
Compra as férias na Internet? 10 conselhos para não ser enganado