Tecnologia

O tão aguardado Samsung Galaxy S10 chega esta sexta-feira a Portugal

A carregar player...

O novo smartphone topo de gama da marca sul-coreana começa a ser vendido no retalho, assim como os auriculares sem fios Galaxy Buds.

Aquele que promete ser um dos smartphones do ano chega esta sexta-feira às lojas: o Samsung Galaxy S10 está disponível em três versões e, segundo a empresa em Portugal, bateu recordes de pré-venda.

“Na campanha de pré-vendas conseguimos ultrapassar o volume de vendas em relação ao Galaxy S9, tendo mesmo esgotado alguns dos modelos que tínhamos para esta fase. (…) Os produtos mais populares foram o Galaxy S10+ Branco Prisma e o Galaxy S10+ Preto Prisma”, refere em comunicado José Correia, responsável de marketing mobile da Samsung Portugal.

Dos novos smartphones, o modelo de entrada de gama é o Samsung Galaxy S10e, cujo preço é de 779,90 euros; segue-se na hierarquia o Samsung Galaxy S10, que custa 929,90 euros para a versão de 128GB e 1.179,90 euros para a versão de 512GB; o modelo mais avançado de todos é o Samsung Galaxy S10+, que custa 1.029,90 euros para a versão de 128GB, 1.279,90 euros para a versão de 512GB e 1.639,90 euros para a versão de 1TB.

Leia também | Descubra qual dos novos Galaxy S10 é o ideal para si

Em termos de novidades, o Samsung Galaxy S10 destaca-se por apostar num ecrã que ocupa toda a parte frontal do smartphone e que em vez de um notch tem um ‘furo’, local onde são acomodadas as câmaras frontais.

Tirando o modelo Galaxy S10e, o smartphone também está equipado com uma câmara fotográfica com três sensores de imagem, o que levou os equipamentos a serem considerados como os melhores da atualidade ao nível de fotografia. Destaque ainda para o facto de os novos dispositivos terem um leitor de impressões digitais integrado no próprio ecrã.

Mas desta vez a ‘estrela’ da Samsung não vem sozinha. Além dos novos Galaxy S10, a marca está também a trazer para as lojas os seus novíssimos auriculares sem fios, os Galaxy Buds, que custam 149 euros.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Angel Gurría, secretário-geral da OCDE, e Pedro Siza Vieira, ministro da Economia. Fotografia: Diana Quintela/ Global Imagens

Fosso entre custo das casas e rendimento tem maior agravamento da OCDE

Angel Gurría, secretário-geral da OCDE, e Pedro Siza Vieira, ministro da Economia. Fotografia: Diana Quintela/ Global Imagens

Fosso entre custo das casas e rendimento tem maior agravamento da OCDE

JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

Eleições europeias: 11,56% dos eleitores votaram até ao meio-dia

Outros conteúdos GMG
O tão aguardado Samsung Galaxy S10 chega esta sexta-feira a Portugal