Dinheiro Vivo TV

Galaxy S10+: uma bateria cheia de capacidade e quase, quase só ecrã

A carregar player...

Passámos algum tempo com o S10+, o telefone de maiores dimensões da linha Galaxy.

O S10+ consegue ter praticamente as mesmas dimensões do antecessor, mas ter um ecrã que visualmente o faz parecer bem maior. Trata-se de um telefone com 6,4 polegadas, mas que consegue parecer ainda maior graças à quase ausência de molduras nas laterais do equipamento.

Apesar de isto ser um ponto a favor, a falta de margens nas laterais traz alguns incidentes – nomeadamente quando se ativa sem querer algumas funcionalidades, com falsos positivos de toque.

Leia também | “Smartphone é a máquina que se tornou na extensão do nosso corpo”. Os hábitos de Lourenço Medeiros

Entre as principais novidades, conta-se a aposta numa câmara tripla, disposta na horizontal (o antecessor optava pela disposição na vertical), o sensor de impressão digital já colocado no ecrã. O sensor de impressão digital é rápido, ainda que exista alguma curva de aprendizagem para ‘apanhar’ à primeira a localização exata, para conseguir desbloquear o telefone em poucos toques.

Há ainda a possibilidade de carregar outros dispositivos. A funcionalidade de carregamento sem fios chama-se PowerShare e só funciona se o smartphone estiver acima dos 30% de bateria. A Samsung foi ‘generosa’ aqui: o carregamento pode não ser o mais rápido, mas não exclui equipamentos de outras marcas, já que basta que sejam compatíveis com carregamento sem fios.

O preço base deste S10+ arranca nos 1030 euros.

Leia mais sobre o mundo da tecnologia em insider.dn.pt

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O ministro das Finanças, Mário Centeno. Fotografia: JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

Centeno mantém crescimento de 1,9% este ano. Acelera para 2% no próximo

O ministro das Finanças, Mário Centeno. Fotografia: José Sena Goulão/Lusa

Dívida pública desce mais devagar do que o previsto

desemprego Marcos Borga Lusa

Taxa de desemprego nos 5,9% em 2020. A mais baixa em 17 anos

Outros conteúdos GMG
Galaxy S10+: uma bateria cheia de capacidade e quase, quase só ecrã