retalho

Apple Store mais icónica reabre maior, com árvores e sem hora de fecho

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

É conhecida como a loja que está sempre aberta, fica na 5ª Avenida de Nova Iorque e depois de dois anos, abriu com árvores e mais espaço

A Apple não olha a meios para levar estilo e luxo às suas lojas oficiais. O conceito das lojas Apple começou com o sucesso do iPod e do iMac e as duas primeiras lojas abriram em 2001. Mas só na era do iPhone, lançado em 2007, é que se começaram a expandir verdadeiramente. Um ano antes do iPhone, abriu a loja mais icónica da empresa californiana.

Em 2006 a Apple abria a loja que nunca fechada, estava aberta 24h por dia, sete dias por semana e incluía reparação. A Apple Store da 5ª Avenida, em Nova Iorque, implicou um investimento avultado e ganhou prémios de arquitectura, especialmente devido ao icónico cubo de vidro desenhado em parte por Peter Bohlin.

Agora chegou a vez da loja icónica reabrir, depois de dois anos de renovações profundas. A reabertura foi na passada sexta-feira, coincidiu com a semana em que chegaram às lojas os novos iPhone 11 e teve a presença do CEO da empresa, Tim Cook. O icónico cubo de vidro foi renovado, consegue agora projetos formas e cores. E se o aspeto da loja parece não ser completamente diferente – a Apple mantém sempre uma linha simplista nas suas lojas -, a verdade é que a nova loja é quase duas vezes maior do que era. A parte de assistência técnica – Genius – também aumentou de tamanho.

A Apple tem outras lojas em Manhattan, mas o investimento nesta supera sempre todas as outras. A antiga loja subterrânea foi totalmente demolida e a Apple começou do zero para recriar a experiência com a ajuda da empresa de arquitetura Foster and Partners. A praça à volta do cubo – a loja fica por baixo – também foi refeita, existindo agora 62 claraboias circulares e foscas que irradiam luz natural para a loja por baixo. Existem ainda uma espécie de cadeiras de metal brilhante (18), que a Apple chama de “lentes do céu” e que dão uma uma visão panorâmica da loja.

Existem ainda duas novas entradas na loja com elevadores, apesar da mais mediática entrada pelo cubo com a escada em espiral (agora feita em aço inoxidável, em vez de vidro). Além de toda a luz natural, o tecto possui agora LED brancos ajustáveis que se movem automaticamente entre tons quentes e frios dependendo da hora do dia para que o ambiente interior pareça mais natural e menos artificial.
Jony Ive, o designer chefe da Apple que anunciou a saída da empresa há uns meses, também esteve envolvido no design que inclui agora um espaço comunitário mais natural, com a presença de várias árvores no interior e um espaço para apresentações ou workshops.

A nova loja, curiosamente, agora emprega quase 900 pessoas, um número bem diferente dos 300 trabalhadores que trabalham lá quando foi inaugurada em 2006. A equipa dividida em vários turnos, para que a loja esteja sempre aberta, tem pessoas que falam 36 idiomas diferentes.

No total existem 507 lojas, em 25 países. Os últimos países a serem incluídos, em 2018, foram a Coreia do Sul, a Áustria e a Tailândia. Não há previsão para lojas oficiais em Portugal.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Ilustração: Vítor Higgs

Indústria têxtil em força na principal feira de Saúde na Alemanha

O Ministro das Finanças, João Leão. EPA/MANUEL DE ALMEIDA

Nova dívida da pandemia custa metade da média em 2019

spacex-lanca-com-sucesso-e-pela-primeira-vez-a-nave-crew-dragon-para-a-nasa

SpaceX lança 57 satélites para criar rede mundial de Internet de alta velocidade

Apple Store mais icónica reabre maior, com árvores e sem hora de fecho