joalharia

Conheça a nova ‘caixinha de joias’ do Porto

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

A Elements Contemporary Jewellery, de Nuno e Marco dos Santos, abriu na rua das Flores a sua primeira flagship store. O próximo passo poderá ser a baixa de Lisboa

Há uma nova joalharia no Porto. A Elements Contemporary Jewellery, dos irmãos Nuno e Marco dos Santos, inaugurou esta terça-feira a sua flagship store na Rua das Flores, um investimento de 700 mil euros e que incluiu a recuperação total do edifício centenário, que remonta ao final do século XIX. Os empresários chamam-lhe a sua nova ‘caixinha de joias’ e embora tenham já uma joalharia nas Amoreiras, admitem investir num novo espaço comercial na baixa lisboeta: “Gostávamos de encontrar uma joia como estas em Lisboa”, reconhece Marco dos Santos.

O edifício fica no gaveto da Rua das Flores com Trindade Coelho, e conta com cinco pisos que irão albergar todos os serviços da empresa, designadamente os escritórios e o gabinete de design e marketing. No piso de entrada fica a loja onde se podem encontrar algumas das mais prestigiadas marcas internacionais de joalharia contemporânea, representadas exclusivamente pela Elements, como a alemã Niessing, a francesa Vanrycke, a brasileira Antonio Bernardo ou a muito nacional DOS Santos, marca própria dos irmãos Nuno e Marco, e que procura “transpor para os dias de hoje todo o imaginário da joalharia tradicional portuguesa”.

Criada em 2012, a DOS Santos vale já quase metade da faturação da empresa, que ronda os dois milhões de euros anuais. Em 2018 foi iniciado o processo de internacionalização da marca, com a presença na feira de Hong Kong. Uma aposta que é para manter. “As nossas peças têm uma componente manual muito forte e têm tido uma recetividade imensa, sobretudo nos mercados do Médio Oriente e da Ásia, que as valorizam imenso. E essa é uma oportunidade que não podemos desperdiçar”, explica Marco dos Santos.

O segundo piso é piso reservado ao atendimento personalizado de clientes, com um grande foco no segmento de noivado – por isso, designado de wedding room mas não só. “Queremos que seja um ambiente privado e muito propício à escolha de peças especiais e em momentos especiais”, diz Marco dos Santos. A criação de peças de luxo personalizadas, ou a recuperação e transformação de joias antigas, é uma das grandes apostas.

A Elements Flores é, assim, o terceiro espaço comercial da Elements Contemporary Jewellery, juntando-se às lojas do Península Boutique Center, no Porto, aberta em 2008, e do Amoreiras Shopping Center, em Lisboa, inaugurada quatro anos depois. O prédio da rua das Flores foi adquirido em 2015. O desenho do projeto e o licenciamento da obra, que manteve intacta não só a fachada em ferro fundido de 1920, mas também os tetos interiores, levou cerca de ano e meio e as obras de recuperação outro tanto. Um espaço que, pela sua localização privilegiada, permite, também, à Elements chegar ao número crescente de turistas que visitam a cidade do Porto. Um investimento que poderá ser replicado na baixa lisboeta, se, entretanto, a marca conseguir encontrar o espaço certo.

 

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(Tony Dias/Global Imagens)

Consumo dispara e bate subida de rendimentos

Hotéis de Lisboa esgotaram

“Grandes” eventos impulsionaram aumento dos preços na hotelaria em junho

Um homem segura uma bandeira anti-Brexit na ponte de Westminster, em Londres. (Na bandeira: "Brexit, valerá a pena?") Julho de 2018. REUTERS/Yves Herman/

Imigração europeia para o Reino Unido no nível mais baixo desde 2013

Outros conteúdos GMG
Conheça a nova ‘caixinha de joias’ do Porto