automóveis

Salvam Ferrari do ferro velho e transformam-no no primeiro elétrico da marca

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Esta é a história de um Ferrari 308 GTS que foi abandonado na berma da estrada depois de ter sido consumido pelas chamas.

Por fora parece um Ferrari clássico, mas quando o motor arranca todos percebem que é diferente. Porquê? Porque é silencioso. Este Ferrari 308 GTS é um modelo especial, pois é o considerado como o primeiro Ferrari elétrico do mundo. O carro foi recuperado e transformado depois de ter sido encontrado num ferro-velho.

A ‘obra’ foi feita pelo fundador da empresa norte-americana Electric GT, Eric Hutchison. Um dia, quando falava com o seu parceiro de negócio, Michael Bream, disse que ambos deviam procurar algo que ajudasse a promover os veículos elétricos. Dois dias depois, encontraram o Ferrari num ferro-velho.

“Tivemos de reconstruir tudo de raiz – tivemos de tirar tudo até à armação. (…) Demorou 18 meses até termos o carro num ponto em que nos sentíamos confortáveis”, disse Eric Hutchison em declarações à CNN.

O veículo foi rebatizado de Ferrari 308 GTE – tem três baterias, duas delas a ocupar os lugares onde antes ficavam os depósitos de combustível. O carro é alimentado por um motor de 2.000 amperes e tem uma autonomia máxima de 160 quilómetros.

Os aficionados da marca italiana podem pensar que o trabalho de Eric Hutchison não honra a tradição da marca. Mas a resposta do modelo elétrico também já foi dada em pista: no mesmo circuito, conduzido pelo mesmo piloto, o Ferrari 308 GTE foi dez segundos mais rápido do que um Ferrari 308 GTS movido a combustível.

O que hoje é uma história que corre o mundo, também teve os seus pontos baixos – Eric Hutchison desistiu quatro vezes da conclusão do projeto, mas acabaria por completar a transformação do veículo depois de um investimento total de dez mil dólares, cerca de 8.500 euros.

Em 2016 o diretor executivo da Ferrari, Sergio Marchionne, disse que a ideia de um Ferrari elétrico era “obscena”. Este ano, em janeiro, o executivo mudou por completo o seu discurso – na feira automóvel de Detroit, nos EUA, anunciou planos para fabricar um supercarro elétrico, no sentido de combater marcas emergentes como a Tesla. Só não será o primeiro Ferrari elétrico do mundo.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(João Silva/ Global Imagens)

Há quase mais 50 mil imóveis de luxo a pagar AIMI

(João Silva/ Global Imagens)

Há quase mais 50 mil imóveis de luxo a pagar AIMI

Negociações para revisão do contrato coletivo de trabalho da construção arrancam em setembro

Salário base da construção pode subir até 194 euros

Outros conteúdos GMG
Salvam Ferrari do ferro velho e transformam-no no primeiro elétrico da marca