vinhos

Estes são alguns dos vinhos portugueses mais premiados

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Conheça a seleção de André Ribeirinho, juiz do Concurso Mundial de Bruxelas, co-fundador do Adegga e colaborador da Decanter

Os vinhos portugueses estão em alta no mundo e todos os meses são distinguidos nos muitos concursos internacionais em que os produtores nacionais marcam presença. E não esqueçamos as revistas da especialidade, da Wine Spectator à Wine Enthusiast, passando pela Decanter ou pela Wine & Spirits, e que vão destacando a grande transformação dos vinhos portugueses nos últimos anos.

André Ribeirinho, co-fundador do Adegga, juiz do Concurso Mundial de Bruxelas e colaborador das revistas Decanter e do Hugh Johnson’s Pocket Wine Book, selecionou, a pedido do Dinheiro Vivo, uma lista de 15 dos mais premiados vinhos portugueses, que pode conhecer na galeria acima. Clique nas fotografias e saiba onde os pode comprar.

Na última edição do Adegga Winemarket, que recentemente decorreu no Porto, houve mais de 400 vinhos à prova, de 40 produtores selecionados, dos quais 120 eram vinhos com pontuações iguais ou superiores a 90 pontos nas diversas publicações nacionais e internacionais de referência. “Nos últimos 10 anos os vinhos portugueses saltaram da obscuridade para o mundo”, garante André Ribeirinho, que lembra que a qualidade da enologia portuguesa nos permite hoje “competir a nível internacional com as melhores regiões de vinho do mundo”. Mas não só. Há, também, todo o trabalho interno de promoção junto dos consumidores e do número crescente de turistas que nos visitam. “Por cá temos muita sorte. Lojas e restaurantes apresentam muitos e bons vinhos a preços atrativos, a copo ou à garrafa, um pouco por todo o país. Viva o vinho português”, sublinha.

O Adegga Winemarket regressa a Lisboa a 30 de novembro, mas antes disso há Adegga Festival, a 29 e 30 de junho, também em Lisboa.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Fotografia: José Carmo/Global Imagens

ISEG estima queda do PIB entre 8% e 10% este ano

António Mota, fundador da Mota-Engil. Fotografia: D.R.

Mota-Engil é a única portuguesa entre as 100 maiores cotadas do setor

António Rios Amorim, CEO da Corticeira Amorim. Fotografia: Tony Dias/Global Imagens

Lucros da Corticeira Amorim caíram 15,1% para 34,3 milhões no primeiro semestre

Estes são alguns dos vinhos portugueses mais premiados