vinhos

Poças comemora 100 anos com reforço no enoturismo

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Investimento de 650 mil euros permite aumentar a capacidade do centro de visitas para receber 40 mil turistas ao ano

A Poças Júnior está a comemorar o seu centésimo aniversário, com uma aposta reforçada no enoturismo. O centro de visitas da empresa, renovado em 2016, recebeu o ano passado 25 mil visitantes e foi, agora, ampliado. Criada 1918 por Manoel Domingues Poças Júnior, a única grande companhia produtora de vinhos do Porto e do Douro 100% nacional é, agora, gerida pela quarta geração da família. A empresa espera, este ano, faturar sete milhões de euros, impulsionada pelo enoturismo e pelo crescimento dos vinhos DOC Douro.

O projeto de enoturismo da empresa começou a tomar forma em 2016, com a requalificação do centro de visitas que, o ano passado, recebeu mais de 25 mil turistas. Com o espaço a atingir a sua capacidade máxima e a Poças a precisar de condições de armazenamento para os seus vinhos DOC Douro, a empresa decidiu avançar com a recuperação de uns armazéns antigos e, assim, alargar o circuito de visita, bem como criar salas para eventos que permitam melhores condições de provas. Há, ainda, uma cozinha de apoio em permanência que permite organizar experiências gastronómicas ligadas aos vinhos.

O investimento, de 650 mil euros, permite que o renovado centro de visitas da Poças possa, agora, receber 100 pessoas em simultâneo ou 40 mil visitantes ao ano. As caves da Poças, em Vila Nova de Gaia, armazenam mais de dois milhões de litros de vinho do Porto e aqui é possível conhecer a história desta empresa centenária, saber como é produzido o vinho do Porto ou ver as 800 pipas e os balseiros de 38 mil litros onde este vinho generoso envelhece. Aberto diariamente entre as 10 e as 20 horas, de maior a setembro, e entre as 10 e as 17h30 de outubro a abril, o centro de visitas da Poças fica na Rua Visconde das Devesas, em Vila Nova de Gaia, e tem um custo de entrada de 6,5 euros por pessoa, valor que inclui uma prova de dois vinhos. As visitas guiadas estão disponíveis em cinco línguas distintas: português, espanhol, francês, inglês e italiano.

Em estudo está a possibilidade de criar um centro de visitas também no Douro, onde a empresa conta com 100 hectares de vinha distribuídos por três quintas. O objetivo é, também, criar um centro de experiências no Douro, mas o investimento não está, ainda, quantificado.

Para assinalar o centésimo aniversário, a Poças está a lançar uma série de novos produtos com embalagens especiais. “O consumo tradicional do vinho do Porto, do consumidor indiferenciado, pouco atento à marca e mais ao preço, tem vindo a cair. E a aposta tem sido na criação de vinhos ou de packages com características diferentes”, explica Pedro Poças Pintão, diretor de marketing da companhia. É o caso de um pack de quatro garrafas que, juntas totalizam 100 anos, pensado para os mercados externos e, sobretudo, para a época natalícia. Trata-se de quatro garrafas de 20 cl cada, de vinho do Porto de 10, 20, 30 e 40 anos, que permite, por um preço de venda ao público recomendado de 80 euros, provar quatro categorias distintas de Porto.

Além disso, a Poças prepara o lançamento de uma edição única e exclusiva alusiva ao centenário. Serão apenas 100 garrafas, com um vinho especial criado pelo fundador e que nunca foi comercializado. Uma edição rara, com caixa em madeira, e destinada a colecionadores. Terá um preço de venda ao público de 3.500 euros.

Além disso, a empresa tem vindo a apostar na reedição de alguns produtos “caídos no esquecimento”, caso do Quinado, o seu vinho licoroso aromatizado com quinina que tanto sucesso fez nos anos 30 nas ex-colónias. O ano passado foram lançadas 100 garrafas do Quinado Poças Júnior, este ano vão ser lançadas 150. Além disso, a empresa está a preparar o pré-lançamento de um Vermute “que terá a particularidade de ser produzido a partir de ervas aromáticas e botânicos das nossas quintas do Douro”, diz Pedro Poças Pintão.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Fotografia: Artur Machado/Global Imagens.

Donos de alojamento local contestam agravamento das tarifas da água

Miguel Pina Martins, CEO da Science4you.

(Nuno Pinto Fernandes/Global Imagens)

Science4you quer alargar prazo da oferta pública até fevereiro

(Carlos Santos/Global Imagens)

Porto de Setúbal: Acordo garante fim da greve às horas extraordinárias

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Poças comemora 100 anos com reforço no enoturismo