Dinheiro Vivo TV

Guerra de aspiradores-robô: Roomba e5 vs Smart Force Cyclonic

A carregar player...

São autónomos, inteligentes e aspiram, de um lado temos o Roomba e5 e do outro o Smart Force Cyclonic.

Os aspiradores-robô já existem há alguns anos, mas só recentemente viraram moda em Portugal. Fomos por à prova dois dos mais prometedores, eficazes, inteligentes e pouco baratos disponíveis por cá.

Ambos usam app para os controlarmos à distância, dão alertas, são ferozes na missão nobre de limpar uma casa e, na verdade, mostram porque valem mais uns euros, embora nem todos estão dispostos a pagar.

Para testarmos o serviço colocámos alguns obstáculos e, claro sujidade. Para ativar ambos os robôs basta usar a app no telemóvel e, depois, mais vale ir ler o jornal ou passear, porque estas fadas do lar aspiram tudo sozinhas. São robôs autónomos, por isso, não vale a pena apontar para uma migalha, vai ser ignorado, mas com uns minutos de trabalho e mapeamento eles chegam lá e aspiram tudo (ou quase tudo) que houver para aspirar numa sala. Há pequenas coisas em que eles têm mais dificuldades, mas mesmo que não consigam à primeira passagem é provável que consigam à segunda. Certo é que é fácil ficar com a casa limpa com 45 minutos de operação autónoma deste robô do lar.

Numa das entrevistas para o tema de capa da edição número 2 da Insider, a investigadora em inteligência artificial Manuela Veloso, há várias décadas a viver nos EUA, já nos tinha feito a entusiasmante promessa: “não aspiro a casa há mais de uma década, uso sempre a minha Roomba que é fantástica a aspirar”.

Bem-vindo ao maravilhoso mundo da limpeza da casa à distância de um toque no ecrã do telemóvel.

roomba e5

iRobot Roomba E5 | €499

É mais rebaixado e redondo do que o rival da Rowenta e pouco diferente de aspeto de modelos mais baratos da iRobot. Tem uma excelente autonomia de 90 minutos, sensores de deteção de desnível para impedir que caia de escadas ou desníveis (tal como o Rowenta) e um desempenho notável a aspirar quase tudo, incluindo cantos (se há maior sujidade passa mais do que uma vez para levar tudo). Controla-se e programa-se pela app e permite mesmo fazer agendamentos semanais para trabalhar em determinadas horas. Se ficar preso alerta-nos na app e desliga-se sozinho e, tal como o Rowenta, quando acaba a limpeza ou se ficar sem bateria a meio de uma operação, volta sozinho para a estação de carga (assim que tiver carga suficiente volta aos trabalhos para limpar o que faltou). É, em quase tudo, notável.

POSITIVO Aspira como nenhum aspirador-robô; é elegante e o uso pela app fácil e prático; evita choques com crianças

NEGATIVO Nada a apontar de negativo embora o depósito não seja particularmente grande. Só lhe falta a caixa extra que torna desnecessária a limpeza do depósito da Roomba por mão humana, algo que está presente no novo modelo i7+ topo de gama da iRobot, disponível em Portugal nos próximos meses.

Rowenta Smart Force Cyclonic |€800

Rowenta Smart Force cyclonic

É mais ruidoso do que o Roomba (daí chamar-se ciclone) e maior, em altura (ou seja, não vai tão bem a certas zonas), mas tem uma potência de aspiração impressionante em todo o tipo de pisos, inclusive tapetes. O sistema de navegação inteligente é útil (tem câmara e laser para cobrir por completo uma sala) e é mais eficaz a desviar-se de objetos ou pessoas mesmo antes de lhes tocar, mas não é tão perfeito a aspirar os cantos quanto o Roomba e a altura não o torna propriamente ágil em certas zonas. O uso de app permite controlá-lo à distância e gerir a necessidade de o limpar. Aí ajuda ter um depósito de boa dimensão (é maior do que o do Roomba), já que requer limpá-lo menos vezes. Tem 60 minutos de autonomia, menos do que o Roomba. Resumindo, é verdadeiramente feroz a limpar mas menos completo do que o Roomba e tem um preço mais elevado.

POSITIVO É mesmo um ciclone a aspirar e levar tudo, mesmo em carpetes mais exigentes e o uso da app é prático e fácil. Tem um depósito de lixo maior do que o Roomba

NEGATIVO No seu modo mais intenso de aspiração é muito ruidoso e é menos eficaz nos cantos do que o Roomba; O preço elevado não abona a seu favor.

Chegamos ao fim com um vencedor: no ringue da aspiração autónoma o Roomba foi mais convincente.

Leia mais sobre tecnologia em insider.dn.pt

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Dos blueprints  dos primeiros automóveis, ao topo dos carros elétricos atuais, de elon Musk, em homenagem, a Nikolas Tesla.
Ilustração: VITOR HIGGS

Automóvel. Em 20 anos do euro mudou tudo, menos a carga fiscal e o líder

A EDP, liderada por António Mexia, vai pagar o maior cheque de dividendos da bolsa nacional.

PSI20. Menos lucros mas o mesmo prémio aos acionistas

João Vieira Lopes, presidente da Confederação do Comércio e Serviços.
(Jorge Amaral/Global Imagens)

Vieira Lopes: “Metas do governo são realistas mas é preciso investimento”

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Guerra de aspiradores-robô: Roomba e5 vs Smart Force Cyclonic