smartphone

Honor cativa jovens com smartphone com câmara no ecrã

Honor View 20, em Paris.
Honor View 20, em Paris.

Estivemos em Paris na apresentação do primeiro smartphone com câmara de 48 MP e sensor dentro do ecrã. A Honor quer conquistar os jovens.

A Honor prepara-se para uma nova vida com maior independência da marca-mãe Huawei e acaba de apresentar, em Paris, a sua coqueluche, o View 20, o primeiro smartphone na Europa com câmara dentro do ecrã e um sensor de 48MP. Estivemos na apresentação.

A Huawei é já a segunda maior fabricante de telemóveis a nível mundial e a sua submarca, Honor, até agora mais focada nas vendas online, ganha agora maior independência (de que já falámos) e uma presença nas lojas físicas. O seu novo produto é o smartphone View 20, o primeiro a surgir no mercado com a câmara dentro do ecrã, que foge ao já famoso notch e usa o que parece ser um pequeno furo para a câmara de selfies.

O preço do novo modelo começa nos 569,90 euros, um preço elevado mas bastante em conta face às características do produto anunciado, que vai servir de bandeira para o relançamento da Honor. As pré-vendas começam esta semana em Portugal na Mão, Phone House, Fnac e PC Diga. Com várias características do irmão Huawei Mate 20 Pro, incluindo o processador notável e capacidade fotográfica, o View 20 custa bem menos do que os cerca de mil euros do Mate 20 Pro.

A marca de tecnologia quer “ser a mais amada junto dos jovens”, diz o seu responsável, George Zhao. Daí que haja um novo logótipo, com cores em movimento, para mostrar o dinamismo jovem que a marca quer representar. O slogan também foi alterado: Honor My World (honra o meu mundo). “Honrem o nosso mundo”, diz o CEO da empresa no evento perto dos Campos Elísios.

O fim do notch?

“Com a nossa câmara conseguem ver tudo, não perdem nada”, explica Zhao. A Honor já tinha feito uma tentativa para aproveitar todo o corpo do telemóvel para o ecrã, com o Magic2, com uma câmara selfie que saía para fora quando era requisitada. A solução, agora, é este pequeno furo do lado esquerdo do smartphone, que o torna “na primeira câmara dentro do ecrã no mundo”, com um orifício de 4,5mm de largura. O ecrã tem 6,4 polegadas, aproveitando quase por completo todo o espaço disponível – um rácio de 91,8% de ecrã.

Além disso, a marca destaca cinco características do seu Honor View20: a câmara de 48MP, câmara frontal de 25MP inserida no ecrã, chipset Kirin 980 AI de 7nm, tecnologia AI-Triple Antenna Wi-Fi e o design inspirado na aurora, com nanotextura. A marca congratula-se ainda com vários prémios conquistados na feira CES 2019, em Las Vegas, no início deste mês, por ter o melhor smartphone na feira.

George Zhao, presidente da Honor, esteve presente no evento de Paris onde estivemos e admite o posicionamento mais jovem, com maior aposta em cores e efeitos do que a irmã Huawei. “O Honor View 20 foi pensado tendo em conta as necessidades exigentes dos nossos fãs ativos e dinâmicos”.

A fotografia em destaque

A câmara principal do View20 é a primeira a ser alimentada pelo sensor Sony IMX586 48MP, indica a marca, com um CMOS grande de 1/2 polegadas e o equivalente a 1,6μm de pixels em Quad Bayer. O sensor, impulsionado pelo chipset Kirin 980, suporta o novo modo AI Ultra Clarity de 48MP, de forma a produzir fotos com detalhe e clareza incomparáveis.

A empresa explica que a câmara, nesta opção, tira uma série de fotos de 48MP em simultâneo e agrupa os melhores detalhes de cada foto para criar uma foto única de 48MP. “O NPU duplo do Kirin 980 processa a foto utilizando um algoritmo avançado de IA e a qualidade da foto é avaliada, os detalhes das áreas mais escuras são otimizados e as cores são ajustadas para parecerem mais vivas e reais”, indica a empresa.

Em destaque no evento esteve também uma parceria com a National Geographic, mais para comprovar a qualidade fotográfica da nova câmara de 48MP. Nesse contexto, Robbie Shone, fotógrafo da National Geographic destacou “a clareza e o zoom telescópico” do modelo, por permitir “tirar fotos excecionalmente detalhadas, mesmo à distância”.

Outro característica fotográfica é a capacidade da câmara traseira de fazer 3D, criando “uma nova dimensão em fotografia e vídeo”. A câmara 3D recolhe informações sobre as formas dos objetos com base no tempo dos sinais de luz emitidos, de forma a permitir a deteção da profundidade, o movimento do corpo e a captação de movimentos em tempo real. A câmara ajuda ainda a tornar o View 20 numa espécie de consola de videojogos, controlada por movimento e permitindo jogar com movimento em 3D, indica a marca, algo que iremos comprovar em breve.

Design com ajuda de nanotextura

A Honor chama à solução de ecrã o All-View, onde está a câmara frontal de 25 MP. A marca indica que o View 20 é também o primeiro smartphone a utilizar o que chama de nanolitografia para criar a nanotextura na sua estrutura – um degradê de cores vivas e dinâmicas em forma de V com efeito brilhante na traseira numa mistura de metal e vidro.

Uma das parcerias da marca é com a marca de moda italiana Moschino para a criação de uma linha exclusiva de produtos, incluindo uma Moschino Honor View20, com capas de smartphone Moschino Teddy Bear e acessórios especialmente desenvolvidos.

Neste lançamento, a Honor disse ter colaborado também com a Epic Games, para elevar a experiência de jogos móveis da Fortnite a um nível superior. Daí que os utilizadores do Honor View 20 tenham “acesso exclusivo ao Honor Guard em Fortnite”. Tim Sweeney, fundador e CEO da Epic Games, afirmou que “no âmbito desta parceria, estamos animados por podermos anunciar que este é executado em 60 frames por segundo no Honor View20.”

https://insider.dn.pt/gadgets/huawei-nova-4-buraco-ecra/

Inteligência artificial para contar calorias

Além do processador topo de gama que já vimos no Mate 20 Pro, o chipset Kirin 980 AI de 7nm com dual-NPU inteligente – com “sistema de arrefecimento líquido que dissipa efetivamente o calor para um melhor desempenho”. A bateria de 4.000 mAh é das melhores do mercado e “assegura jogos duradouros e ininterruptos”.

Os recursos de IA já prometidos na Huawei são replicados na Honor, onde está a câmara 3D e a capacidade AI que permite ao modelo identificar “mais de 100 tipos de alimentos e fornecer informações sobre as suas calorias, de forma a ajudar o utilizador a manter um estilo de vida saudável”, garante a marca. Este tipo de funções pode não ser imediata a chegar.

Certo é que o View 20 está disponível em quatro cores: midnight black, sapphire blue, MOSCHINO co-designed (phantom blue e phantom red).

O preço base, como já vimos, começa pouco acima dos 500 euros, ao nível do Oneplus 6T e fica bem abaixo do Huawei Mate 20, como já vimos:

  • Versão 6+128: 569,9 euros
  • Versão 8+256: 669 euros

Também foi anunciado no evento o smartwatch Honor Watch Magic / Dream, que também vai ser vendido em Portugal em três cores: lava black, dark blue e moonlight silver. A série Watch Dream está disponível em duas cores: coral pink e white apricot.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O presidente do Conselho Geral e de Supervisão da ADSE, João Proença, durante a sua audição na Comissão de Saúde, na Assembleia da República, em Lisboa, 27 de fevereiro de 2019. MÁRIO CRUZ/LUSA

ADSE já enviou novas tabelas de preços aos privados para negociação

Mario Draghi, Presidente do Banco Central Europeu. REUTERS/Kai Pfaffenbach

BCE discutiu pacote de medidas para estimular economia na reunião de julho

Hotéis de Lisboa esgotaram

“Grandes” eventos impulsionaram aumento dos preços na hotelaria em junho

Outros conteúdos GMG
Honor cativa jovens com smartphone com câmara no ecrã