Biografia

Jakob Fugger. O desconhecido que foi o homem mais rico de sempre

Foto: Albrecht Dürer [Public domain], via Wikimedia Commons
Foto: Albrecht Dürer [Public domain], via Wikimedia Commons

O seu biógrafo Greg Steimez, ex-editor do Wall Street Journal, considera que Fugger foi o banqueiro "mais importante de sempre"

Nasceu em 1459 em Augsburg, na Alemanha, e ficou conhecido como “O Rico”. Jakob Fugger foi um banqueiro da época renascentista cuja fortuna, aos valores de hoje, ascenderia aos 400 mil milhões de dólares, cerca de 342,6 mil milhões de euros.

Ou seja, mais do que as fortunas combinadas de Bill Gates, Warren Buffet, Jeff Bezos, Amancio Ortega e Mark Zuckerberg, as cinco pessoas mais ricas do mundo atualmente, segundo a revista Forbes,

O seu biógrafo Greg Steimez, ex-editor do Wall Street Journal, considera que Fugger foi o banqueiro “mais importante de sempre”, não tendo alcançado a fama por, além da falta de aspirações políticas, não se ter destacado como mecenas, como os Médici.

Foi à custa de dois grandes projetos que acumulou a maior parte da sua fortuna. Foi Fugger que financiou a reconstrução da Basílica de São Pedro, no Vaticano, durante o pontificado de Leão X. Convenceu ainda o pontífice a criar contas poupança para a Igreja, oferecendo uma taxa de juro anual de 5%.

E foi o mesmo banqueiro que concedeu um empréstimo de 544 mil florins ao rei Carlos I de Espanha, que permitiram ao monarca ser eleito como imperador do Sacro Império Romano-Germânico.

De acordo com o seu biógrafo, pode ser atribuída a Fugger a criação da primeira multinacional do mundo, no setor mineiro, e do primeiro serviço de notícias. Terá financiado ainda algumas das viagens de Cristóvão Colombo e a primeira viagem de circum-navegação de Fernão de Magalhães.

Apesar de não ter financiado artistas ou a construção de palácios ou catedrais, há uma obra da sua responsabilidade que perdura até aos dias de hoje: o complexo de habitação social Fuggerei, em Augsburg. É o bairro social mais antigo do mundo e é conhecido por cobrar aos seus habitantes a módica quantia de um euro por ano.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O sismo da Terceira de 1980
(Arquivo DN)

Risco de sismo é real. Seguradores querem fundo prioritário no próximo governo

O sismo da Terceira de 1980
(Arquivo DN)

Risco de sismo é real. Seguradores querem fundo prioritário no próximo governo

João Galamba, Secretário de Estado da Energia 
(PAULO SPRANGER/Global Imagens)

João Galamba: “Há diferença entre encontrar rendas excessivas e cortá-las”

Outros conteúdos GMG
Jakob Fugger. O desconhecido que foi o homem mais rico de sempre