Dia dos Namorados

Joias ou sapatos? A Mi-Môh tem o dois em um

Eugénio Campos e Fernanda Miranda lançam edição especial de stilettos com uma joia associada
Eugénio Campos e Fernanda Miranda lançam edição especial de stilettos com uma joia associada

Parceria com o joalheiro Eugénio Campos a pensar no Dia dos Namorados

O Dia dos Namorados está aí e a Mi-Môh, a marca de calçado criada em outubro de 2017 por Fernanda Miranda, a ex-mulher de Pinto da Costa, tem um novo mimo para as mulheres portuguesas: uma edição especial de stilettos em parceria com a Eugénio Campos Jewels. O resultado é a Lovely Edition by Eugénio Campos, um modelo que estará disponível em azul, rosa e vermelho, e que vem acompanhado de uma pulseira de pé em prata de lei com banho de ouro e com três pequenos pendentes, um coração, um cadeado e uma chave.

“A convite da Mi-Môh, a Eugénio Campos Jewels desenvolveu uma pulseira de pé exclusiva para uma edição especial neste Dia de São Valentim. Esta é uma oferta que alia o melhor de dois mundos para a mulher: joias e sapatos”, diz Eugénio Campos.

Já Fernanda Miranda explica que “esta parceria acaba por ser um passo natural na Mi-Môh porque são duas marcas que se prezam pela alta qualidade e bom gosto” pelo que “o Dia dos Namorados é o timing perfeito para lançar uma oferta especial que une o melhor da joalharia e calçado portugueses”.

Os stilettos Lovely Edition by Eugénio Campos estão disponíveis, a partir deste sábado, 3 de fevereiro, na loja online da Mi-Môh, mas, também, na Ltd. Edition Fashion Store, no Porto. Têm um preço de venda ao público de 295 euros.

“Esta é a primeira loja física onde o calçado Mi-Môh vai estar presente. Trata-se de um espaço de referência no Porto no que a marcas do nosso segmento diz respeito, pelo que temos a certeza que os Lovely Edition by Eugénio Campos vão ser um sucesso para ambas as partes”, sublinha Fernanda Miranda, em comunicado.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Angel Gurría, secretário-geral da OCDE. Fotografia: EPA/Andrzej Grygiel

OCDE pede mais proteção da contratação coletiva

Angel Gurría, secretário-geral da OCDE. Fotografia: EPA/Andrzej Grygiel

OCDE pede mais proteção da contratação coletiva

Angel Gurría, secretário-geral da OCDE. Fotografia: EPA/Andrzej Grygiel

OCDE pede mais proteção da contratação coletiva

Outros conteúdos GMG
Joias ou sapatos? A Mi-Môh tem o dois em um