Dia Mundial da Alimentação

Não se esqueça de ler o rótulo dos produtos alimentares

A carregar player...

Olhar para o rótulo de um produto alimentar e interpretá-lo pode ser o passaporte para uma vida mais saudável, aconselha a Deco.

O nutri-score é um código de cores – verde, verde-claro, amarelo, laranja e vermelho – e de letras – A a E – colocado no rótulo do produto, que atribui uma nota global a cada alimento. O nutri-score é uma tentativa de ajudar o consumidor a compreender a mensagem, ajudando-o a tomar as melhores decisões.

Com esta escala, pretende-se mostrar a qualidade nutricional dos alimentos e, ao mesmo tempo, apostar numa interpretação fácil e rápida. Um A sobre verde ou um E em cima de vermelho possui, na zona que os medeia, uma escala progressiva que distingue um alimento nutricionalmente mais interessante de outro no polo oposto.

Várias Associações Europeias de Consumidores, membros da Organização Europeia dos Consumidores (BEUC), lançaram uma petição para que o nutri-score se torne obrigatório nos 28 países da União Europeia, indica a Deco.

Se a meta de um milhão de assinaturas for alcançada – a data-limite é 8 de maio de 2020 -, a Comissão Europeia terá de analisar a petição. Com caráter opcional, o nutri-score foi adotado em França, Bélgica e Espanha. Em Portugal são já alguns os produtos que apresentam esta sinalética.

Conheça os seus direitos no site da Deco.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Ricardo Mourinho Félix, Secretário de Estado Adjunto e das Finanças. 
( Filipa Bernardo/ Global Imagens )

“Cidadãos não vão tolerar situações que ponham estabilidade financeira em risco”

Ricardo Mourinho Félix, Secretário de Estado Adjunto e das Finanças. 
( Filipa Bernardo/ Global Imagens )

“Cidadãos não vão tolerar situações que ponham estabilidade financeira em risco”

Lisboa, 22/11/2019 - Money Conference, Governance 2020 – Transparência e Boas Práticas no Olissippo Lapa Palace Hotel.  António Horta Osório, CEO do Lloyds Bank

( Filipa Bernardo/ Global Imagens )

Horta Osório: O malparado na banca portuguesa ainda é “muito alto”

Outros conteúdos GMG
Não se esqueça de ler o rótulo dos produtos alimentares