Tecnologia

Novos iPhone: Apple aposta no maior ecrã de sempre num iPhone

iphone-xs1

“Hoje vamos levar o iPhone X para outro nível”, começa por dizer Tim Cook no início da apresentação do novo iPhone.

“Hoje vamos levar o iPhone X para outro nível”, começa por dizer Tim Cook no início da apresentação do novo iPhone, antes de passar a palavra ao responsável pela habitual dos iPhone.

Já há poucas surpresas, depois de tantos leaks e rumores. O primeiro a ser apresentado foi o iPhone Xs, que tem 5,8 polegadas, mas quando comparado com o iPhone 8 Plus parece bem mais compacto. A “surpresa” (que pouco o é) vai para o iPhone X Max, com um ecrã OLED de 6,5 polegadas, Super Retina, que graças à reduzida moldura do iPhone parece ainda maior do que é. A partir de agora, este é o maior iPhone da linha de smartphones da Apple.

A marca aumentou a certificação de resistência à água, passando agora para a IP68, que na prática permite ter o telefone submerso durante dois minutos, refere a marca.

Face ID tem um algoritmo agora mais rápido, para poder desbloquear o telefone mais depressa. A Apple é ambiciosa, diz que este é o “sistema de autenticação facial mais seguro de qualquer smartphone”.

O novo processador chama-se A12 Bionic, com a Apple a explicar que tem 6,9 mil milhões de transístores. O discurso é o habitual: a evolução permitirá otimizar a bateria do iPhone, tendo sido desenhado de propósito para os novos terminais. Segundo a Apple, quando é conjugado com o novo iOS, o 12, permitirá navegar pelas aplicações até “30% mais depressa”.

A nova geração de motor neuronal incluída neste processador tira partido de machine learning, que, segundo a marca, otimizará a experiência dos animojis e também as imagens tiradas com a câmara do iPhone.

(em atualização)

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
José Vieira da Silva, ministro do Trabalho, e Mário Centeno, das Finanças. Fotografia: Mário Cruz/Lusa

Governo PS congelou mais despesa em 3 anos que PSD-CDS na legislatura toda

O comércio é dos setores mais dinâmicos: nascem muitas empresas novas, mas também encerram muitas. Fotografia: D.R.

Número de empresas a fechar duplicou

Ministro das Finanças de Angola, Archer Mangueira. Fotografia: Direitos Reservados

Archer Mangueira garante solução para dívida a empresas até final do ano

Outros conteúdos GMG
Novos iPhone: Apple aposta no maior ecrã de sempre num iPhone