Tecnologia

O truque para enviar fotografias no WhatsApp sem perder qualidade

whatsapp

Há uma forma simples de contornar aquele que sempre foi uma das principais limitações do WhatsApp.

Leia também | Veja quem andou a ‘bisbilhotar’ a sua conta de Facebook

Sabia que sempre que envia uma fotografia pelo WhatsApp, a aplicação faz uma compressão do ficheiro? Isto significa duas coisas: a primeira é que o tamanho da imagem é bastante reduzido, o que é positivo para não pesar no consumo de dados móveis; por outro lado, isto também tira alguma qualidade aos conteúdos partilhados.

Ainda que a diferença não seja muito notória, a verdade é que há fotografias que pela sua beleza ou pelo momento específico em que foram captados, merecem manter toda a sua ‘glória’ digital.

Apesar de cortar na qualidade das imagens de forma automática, o WhatsApp também disponibiliza uma forma – não óbvia – que contornar esta limitação.

Leia também | Dorme com o telemóvel ao lado da cama? Saiba porque não o deve fazer

Se quiser enviar imagens com toda a qualidade através da aplicações de mensagens instantâneas, só precisa de carregar no ícone de anexo e em vez de selecionar as opções Câmara ou Galeria, escolher a opção Documento.

A pasta que vai abrir é a pasta de documentos pré-definida no sistema operativo. Mas se o utilizador carregar no ícone das três barras que aparece do lado esquerdo, então tem acesso a todos os ficheiros que estão no armazenamento do telemóvel.

Ao enviar através deste método, a imagem é partilhada com um ficheiro ‘documento’, o que ajuda a preservar a qualidade original das fotografias.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
boris johnson brexit

Brexit: Um acordo que responde “às circunstâncias únicas da Irlanda”

Álvaro Santos Pereira, ex-ministro da Economia, na comissão de inquérito do Parlamento sobre as rendas excessivas da eletricidade, Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Álvaro Santos Pereira ataca “corporativismo” de notários, advogados e arquitetos

Álvaro Santos Pereira, ex-ministro da Economia, na comissão de inquérito do Parlamento sobre as rendas excessivas da eletricidade, Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Álvaro Santos Pereira ataca “corporativismo” de notários, advogados e arquitetos

Outros conteúdos GMG
O truque para enviar fotografias no WhatsApp sem perder qualidade