televisão

Rita Ferro Rodrigues sai da SIC ao fim de 17 anos

29103669_1653024981441952_8985515378628087846_n

Foi rescindido o contrato entre a apresentadora e a estação televisiva de Carnaxide. A SIC garante que a decisão foi tomada por "mútuo acordo".

Ao fim de 17 anos, Rita Ferro Rodrigues vai deixar trabalhar para a SIC. A saída foi anunciada esta segunda-feira pelo canal de televisão, através de um comunicado de imprensa. A estação anunciou o fim da relação contratual com a apresentadora e garantiu que o mesmo foi decidido por “mútuo acordo”.

“Até já, vou ali lutar pelos meus sonhos! Acompanhem-me neste caminho porque a vossa companhia, é a minha maior alegria e honra. Conto convosco em mais uma etapa”, disse a apresentadora na sua página de Facebook.

Em comunicado, acrescentou ainda: “Foram 17 anos de felicidade e concretização profissional. Saio da SIC para procurar outros caminhos e desafios mas muito grata por tudo o que vivi e por todas as oportunidades que me foram dadas. Até já querida SIC!”.

Hoje com 41 anos, Rita ferro Rodrigues começou a trabalhar na SIC quando tinha apenas 24 anos, primeiro na informação, como pivô e repórter da SIC Notícias e, depois, no entretenimento, como apresentadora da SIC e da SIC Mulher, em programas como “Contacto”, “Cartaz”, “Juntos à Tarde”, “Portugal em Festa” ou “Companhia das Manhãs”, entre outros.

Até ao fim de fevereiro, Rita Ferro Rodrigues foi cara e assegurou as tardes do canal de televisão. A apresentadora nunca escondeu o seu desagrado ao cancelamento do programa, “Juntos à Tarde”.

“A SIC deseja a Rita Ferro Rodrigues as maiores felicidades para o seu futuro pessoal e profissional, não se excluindo a possibilidade de, no futuro, voltar a existir uma colaboração com a estação”, referiu a estação de Carnaxide no mesmo comunicado

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa (C), acompanhado pelo presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina (D), pelo ministro do Ambiente e da Transição Energética, João Pedro Campos Fernandes (E), após o ato público de assinatura dos contratos para a redução tarifária nos transportes públicos na área metropolitana de Lisboa, na Gare do Oriente, em Lisboa, 18 de março de 2019. MÁRIO CRUZ/LUSA

Cinco regiões só terão passes mais baratos em maio

REUTERS/Rafael Marchante

CTT propõe aumentos até 0,4%. CEO recupera 25% do salário

Fake News

Fake news. Portugal no top 10 da UE com mais contas bloqueadas pela Google

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Rita Ferro Rodrigues sai da SIC ao fim de 17 anos