Impressão 3D

Já é possível construir uma casa em 30 horas

A carregar player...

A empresa S-Squared tem um sistema robótico autónomo de construção que promete revolucionar a construção de casas.

Chama-se S-Squared e é uma startup fundada por um grupo de amigos de Long Island, em Nova Iorque, que acredita que pode revolucionar a forma como as casas são construídas. Tudo graças a um equipamento de impressão 3D feito pelo próprios fundadores da empresa que, garantem eles, constrói uma casa em pouco mais do que 30 horas.

“Esta será a primeira vez que uma casa real será construída desta forma com impressão 3D”, diz Bob Smith, co-fundador da S-Squared. Já em março, a S-Squared está a planear erguer uma casa de demonstração junto à empresa Suffolk Cement.

E como o fazem? Utilizam o seu patenteado sistema autónomo de construção robótica (ARCS), que mais não é do que uma estrutura de impressão 3D que produz betão para a construção de casas, prédios comerciais e até pontes. A empresa está a planear construir, para já, uma casa de dois quartos com 138 m2 até ao longo do ano e obter um certificado de ocupação, comprovando a segurança da construção.

S-Squared 3D SQ3D-PRimage2

O preço prometido para vivenda deste tipo na zona de Long Island será abaixo dos 174 mil euros (200 mil dólares), o que pode mudar o mercado da zona dispendiosa. A empresa espera mostrar que está a inovar numa altura em que existem várias empresas a tentar comercializar o processo de produção de casas por impressão 3D.

Para já, as startups nesta área, conseguiram nos EUA. só em 2018, investimentos na ordem dos mil milhões de dólares para tentar chegar ao mercado global com esta tecnologia, mas uma pequena startup de 13 funcionários de Long Island acaba por se destacar. “Queremos ser revolucionários”, admite Bob Smith à revista Curbed sobre a empresa que nasceu há quatro anos, quando um grupo de amigos se sentiu frustrado pelas restrições e regulamentos que limitavam a construção.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
EPA/MICHAEL REYNOLDS

Ação climática. Portugal vai ter de gastar mais de um bilião de euros

Quartel da Graça, em Lisboa. (Fotografia: D.R.)

Revive: Sete hoteleiros na corrida para transformar o Quartel da Graça

Thomas Cook era a agência turística mais antiga do mundo. ( EPA/ARMANDO BABANI)

Thomas Cook declarou falência. 600 mil turistas procuram solução

Outros conteúdos GMG
Já é possível construir uma casa em 30 horas