Tecnologia

WhatsApp passa a ser ‘espiado’ pelo Facebook

whatsapp

Solução deverá ser usada para identificar quando alguém estiver a violar as regras do Facebook dentro das conversas do WhatsApp

O WhatsApp, à semelhança do Facebook, tem regras do que pode ou não ser feito dentro da plataforma, mas graças às mensagens encriptadas é muito difícil identificar e penalizar quem infringe as regras da rede social.

O Facebook, que além da rede social com 2,3 mil milhões de pessoas, é também a empresa dona do WhatsApp e do Instagram, tem sido várias vezes acusada por permitir que mensagens de ódio se tornem inclusive em ataques horríveis, como o que se passou em Myanmar. As acusações também envolvem partilha de conteúdos pedófilos ou de notícias falsas que podem ajudar a eleger governantes.

Ao que tudo indica, de acordo com a Forbes, o Facebook pretende instalar uma espécie de vigilância associada à conta de cada utilizador do WhatsApp. Para isso, a equipa de Mark Zuckerberg introduziria na app um algoritmo para filtrar e monitorizar todo o conteúdo em tempo real. Essa “espionagem” seria totalmente automatizada, não só por questões práticas mas também para que o Facebook não seja acusado (mais uma vez) de invadir a privacidade das conversas dos utilizadores.

Até agora o Facebook não deu explicou com pormenor a decisão, nem deu detalhes de como o sistema poderia funcionar.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa (Fotografia: José Coelho/ Lusa)

Marcelo promulga alterações à lei laboral

Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa (Fotografia: José Coelho/ Lusa)

Marcelo promulga alterações à lei laboral

. MÁRIO CRUZ/LUSA

Bases para negociação “ainda longe do necessário”, avisa sindicato

Outros conteúdos GMG
WhatsApp passa a ser ‘espiado’ pelo Facebook