Tecnologia

WhatsApp quer banir e processar quem faz uso abusivo da aplicação

truques-dicas-whatsapp-9-1060x594-960x540_c

O WhatsApp vai adotar medidas mais rígidas para com os utilizadores que não respeitem as regras da plataforma.

O serviço de mensagens atualizou o texto de usos não autorizados, na área de segurança e privacidade. É lá que é indicado que “os produtos não foram criados para o envio de grandes quantidades de mensagens ou mensagens automáticas”, algo que viola os termos do serviço.

Justificando que estão “empenhados em reforçar a natureza privada da plataforma e em manter os utilizadores livres de abusos”, o WhatsApp indica que, a partir de 7 de dezembro, está preparado para tomar medidas legais contra quem não respeite os termos e condições.

Leia também | WhatsApp quer facilitar a reprodução de mensagens de voz

Além disso, os utilizadores que sejam detetados a fazer um uso abusivo do serviço de mensagens podem vir a ser banidos da plataforma. As medidas serão tomadas tanto contra empresas como contra indivíduos, é possível ler no texto.

Nas entrelinhas desta atualização, fica ainda o incentivo do serviço para que as empresas usem o WhatsApp Business, uma versão paga, criada para as empresas, e não a versão acessível ao utilizador comum, sem custos.

Leia mais sobre tecnologia em Insider.dn.pt

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O sismo da Terceira de 1980
(Arquivo DN)

Risco de sismo é real. Seguradores querem fundo prioritário no próximo governo

O sismo da Terceira de 1980
(Arquivo DN)

Risco de sismo é real. Seguradores querem fundo prioritário no próximo governo

João Galamba, Secretário de Estado da Energia 
(PAULO SPRANGER/Global Imagens)

João Galamba: “Há diferença entre encontrar rendas excessivas e cortá-las”

Outros conteúdos GMG
WhatsApp quer banir e processar quem faz uso abusivo da aplicação