Tecnologia

Xiaomi já vende smartphones em caixas de venda automática

Xiaomi-Mi-Express-Kiosk-1-696x392

A nova aposta da Xiaomi para vender smartphones aposta na conveniência. Depois da abertura de lojas em várias localizações, a Xiaomi vai passar a vender telefones através de caixas de venda automática.

Por enquanto, só é possível comprar um smartphone nestas caixas na Índia, mais precisamente no Manyata Tech Park, em Bangalore. As máquinas chamam-se Mi Express Kiosk e vendem um pouco de tudo, dada a extensão do ecossistema de produtos da Xiaomi.

É possível encontrar o novo Redmi Note 7 Pro, por exemplo, mas também há auriculares, baterias portáteis, pulseiras de atividade e muito mais. As alternativas de pagamento também são variadas – é permitido recorrer a cartão, seja de crédito ou de débito, mas também é possível pagar em numerário.

Leia também | Os melhores produtos da Xiaomi que (ainda) não chegaram a Portugal

Como seria de esperar, todos os produtos são vendidos com as mesmas condições de compra, como se tivessem sido adquiridos numa loja física – incluindo a garantia do produto, caso seja preciso trocar, por exemplo.

Através do Twitter, Manu Kumar Jain, vice-presidente global da Xiaomi e representante da marca na Índia promete que esta não será a primeira máquina do género. A escolha da localização também não é inocente: a Índia é atualmente um dos mercados onde a Xiaomi tem visto as vendas crescer consideravelmente.

Mas não é só na Índia que isto acontece – a Xiaomi tem vindo a conquistar lugares na lista das marcas mais vendidas, inclusive na Europa. Em Espanha, por exemplo, a marca chinesa já conta também com lojas físicas oficiais, o que consolida a expansão da Xiaomi na Europa.

Veja mais sobre tecnologia em insider.dn.pt

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa (Fotografia: José Coelho/ Lusa)

Marcelo promulga alterações à lei laboral

Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa (Fotografia: José Coelho/ Lusa)

Marcelo promulga alterações à lei laboral

. MÁRIO CRUZ/LUSA

Bases para negociação “ainda longe do necessário”, avisa sindicato

Outros conteúdos GMG
Xiaomi já vende smartphones em caixas de venda automática