Acabou o desporto grátis na TV e já há faturas a chegar. O que fazer?

Deco Proteste recorda que fim da oferta passou despercebido a muitos e explica como devem agir os consumidores que querem cancelar.

Durante o período de pandemia e confinamento, com todas as competições suspensas, Sport TV, Benfica TV e Eleven Sports ofereceram os seus canais a todos quantos quisessem subscrever de forma gratuita a programação de desporto, uma promoção que se prolongou de 13 de março e abrangeu todos os operadores nacionais: Meo, Nowo, NOS e Vodafone. Agora, quando a I Liga de futebol regressa e a oferta chegou ao fim, a Deco Proteste alerta que "os operadores estão a enviar faturas a quem subscreveu gratuitamente durante a pandemia e não cancelou o contrato antes do fim da suspensão do pagamento da mensalidade".

Com a oferta a chegar ao fim a 31 de maio, desde o início de junho a Deco Proteste afirma que começou a ser contactada por consumidores que se queixaram de quererem cancelar os canais. "Mas, nos operadores, existe um ciclo de permanência de 30 dias, que é renovado automaticamente. Ora, a oferta das mensalidades terminou a 31 de maio, já depois do início de muitos novos ciclos. Num dos casos que nos chegou um novo ciclo tinha começado a 24 de maio, porque a data de adesão tinha sido a 24 de março: o operador cobra, assim, os dias não gratuitos do novo ciclo que se iniciou", alerta a associação de defesa do consumidor. Mesmo no caso da Eleven Sports, que confirmara o cancelamento automático no fim da oferta, este respeitava "apenas do serviço de streaming e não quando é contratado como canal premium através dos operadores de TV".

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de