Solidariedade

The Hotel vai ter uma Marhaba Kitchen

hotel

Agência abre as portas em dezembro para acolher jantares preparados por refugiados. Querem o seu apoio para ajudar mais

Há cerca de três meses, os sócios da agência de publicidade The Hotel foram almoçar à associação Renovar a Mouraria, em Lisboa. Menu? Pratos cozinhados, com a orientação do chef Nuno Bergonse, por refugiados da Síria e da Eritreia no âmbito do projeto Marhaba. “A primeira coisa que pensámos é vamos abrir um restaurante. Mas, como somos uma agência, achámos que o melhor era ceder o The Hall, o nosso espaço de ativação de marcas, para receber o Marhaba”, conta Mafalda Quintela, sócia do The Hotel. Nasce assim Marhaba Kitchen – All You Can Help, em que todas as quintas, sextas e sábados até 16 de dezembro, a agência abre pelas 20 horas as suas portas a jantares.

Com cerca de 50 m2, o The Hall tem capacidade para receber no máximo 30 pessoas, com os donativos (20 euros por pessoa) a reverter para os refugiados apoiados pela Crescer. A associação, que já apoiou mais de cem refugiados, foi escolhida pela Câmara Municipal de Lisboa para executar o plano de apoio aos refugiados, ajudando-os a encontrar casa ou emprego, por exemplo. O projeto Marhaba surgiu em maio, como forma de garantir que os refugiados possam “ter alguma autonomia financeira enquanto buscam emprego”, conta Joana Sousa Lara, coordenadora do Marhaba.

Marhaba Kitchen – All You Can Help quer funcionar também como “um espaço onde damos ideias às pessoas para ajudar”, explica Mafalda Quintela. Como um verdadeiro menu de ideias, em vez de uma descrição de pratos estão listadas várias sugestões, como, por exemplo, editar um livro com as receitas através de crowdfunding; fazer doações de roupa ou eletrodomésticos; ser tutor, doando “o nosso tempo para ajudar na integração”, enumera. O objetivo é testar o potenciar de ideias e “iniciar uma discussão de como ajudar mais”. “Muitos dos refugiados têm formação e tinham empregos nos seus países de origem. Estando aqui, havendo este contacto [são os refugiados que também servem na Marhaba Kitchen], podemos dar a conhecer os seus perfis, as suas valências, uma forma também de fazer a ponte para um emprego”, defende a sócia da The Hotel.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(Gustavo Bom / Global Imagens)

Sofia Tenreiro: “Estamos a captar os portugueses que não queremos que fujam”

O ministro do Trabalho e da Segurança Social, Vieira da Silva (C), ladeado por Ana Teresa Lehmann, secretária de Estado da Indústria (D), e Miguel Cabrita (E), secretário de Estado do Emprego, fala aos jornalistas no final da reunião com administração e Comissão de Trabalhadores da Autoeuropa para discutirem um modelo de trabalho para o próximo ano, no Ministério do Trabalho e da Segurança Social, em Lisboa, 15 de dezembro ded 2017.  Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Autoeuropa. Governo dá luz verde a creches para destravar diálogo

Mário Centeno. Fotografia: REUTERS/Rafael Marchante

Fitch dá maior subida de rating de sempre a Portugal e coloca país no grupo da Itália

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
Conteúdo TUI
The Hotel vai ter uma Marhaba Kitchen