publicidade

Agência digital do Licor Beirão reforça com compra de empresa no Porto

Digital

Agência 10.digital de Coimbra comprou a Positivimpact do Porto no final do ano passado

A agência 10.digital, que gere a presença nas redes sociais de marcas como a Licor Beirão, reforçou a operação com a compra da Positivimpact, no Porto. O valor da operação não foi divulgado.

“Comprámos a marca Positivimpact e, com isso, comprámos acima de tudo know-how, incluindo a utilização de softwares que não eram ativos da empresa. Fizemos a transição de quatro dos clientes da Positivimpact durante o mês de janeiro, havendo ainda alguns com os quais estamos a avaliar a estratégia durante o próximo ano. No total, esta transação poderá trazer à 10.digital até 15 novos clientes – mas isso depende, claro, dos clientes”, adianta Pedro Girão, CEO da 10.digital, em declarações ao Dinheiro Vivo.

Não haverá fusão das duas estruturas. “Para já, não. Mantemos as operações fisicamente a partir de Coimbra, ainda que agora tenhamos que ir ao Norte mais regularmente”, diz o gestor.

Leia ainda: Cara de shot. O busto de Ronaldo agora é campanha

A agência tem neste momento 23 clientes ativos, trabalhando num modelo em que funcionam como “departamento de marketing digital das empresas com quem trabalhamos, sendo a sua extensão, garantia de atualização e de otimização da estratégia”.

“Estes 23 clientes têm um tipo de trabalho muito variável: no Licor Beirão, por exemplo, somos responsáveis por tudo o que seja online (a gestão de 5 páginas de Facebook em 5 línguas diferentes, o Instagram, a gestão de publicidade online, a Loja Online, o Clube Beirão, desenvolvimento de software…); noutros, estamos focados em áreas mais específicas”, descreve o responsável.

“Há ainda alguns projetos esporádicos, como o desenvolvimento de software ou de campanhas específicas no tempo, de clientes com atividades mais sazonais”, acrescenta.

Pedro Girão não revela números de faturação, nem que impacto esta aquisição poderá ter nos resultados da agência este ano. “O impacto que teremos é, acima de tudo, de preparação da equipa com base no Know-How adquirido. Não podemos comprar clientes, portanto o que queremos, para já, é mostrar aos antigos clientes da Positivimpact que temos tudo para continuar – e se possível melhorar – o trabalho que já vinham desenvolvendo”, diz.

A agência tinha até ao final do ano passado 11 elementos, esperando chegar a março com 17 colaboradores.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
ANDRÉ AREIAS/LUSA

Portos. Partes prontas a negociar, mas em condições muito diferentes

Foto: EPA/FACUNDO ARRIZABALAGA

Cinco impactos do Brexit em Portugal

Frederico Varandas, presidente do Sporting.

(Filipe Amorim / Global Imagens)

Obrigações do Sporting: Juro “caro” é “prémio” para compensar turbulência

Outros conteúdos GMG
Agência digital do Licor Beirão reforça com compra de empresa no Porto