Alcatel-Lucent perde 146 milhões e vai despedir 5500 pessoas

A Alcatel-Lucent continuou no terceiro trimestre a registar prejuízo, tendo perdido 146 milhões de euros entre julho e setembro, face aos 194 milhões do mesmo período de 2011.

O início do ano não foi o melhor para a multinacional de telecomunicações, especialmente na Europa. Com perdas de 254 milhões no segundo trimestre, a Alcatel-Lucent optou por um programa de reestruturação, a ser implementado até finais de 2013 e que pretende reduzir os custos da empresa em 1.250 milhões de euros. Os cortes chegarão através de despedimentos, fechos e reestruturações no setor produtivo.

O conselheiro delegado da Alcatel-Lucent, Ben Verwaayen assinalou que o cenário macroeconómico bem como os preços praticados em algumas regiões do globo ameaçam a rentabilidade da empresa e "demonstram que devemos embarcar numa transformação mais agressiva". Como diz, "estes tempos exigem ações firmes" quer permitam melhorar os balanços do grupo multinacional.

Desta forma, e tendo em conta as perdas de 254 milhões de euros entre abril e junho, a Alcatel-Lucent vai despedir cinco mil funcionários, cerca de 6,4% do total de colaboradores. Os resultados do segundo trimestre representam uma redução de 7,1% na faturação da empresa, para os 3.545 milhões de euros. A Europa foi o local onde a queda foi maior, 15,6%.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de