Amazon abre a sua primeira livraria... de rua

A Amazon a abriu a sua primeira livraria de rua. Não se trata de uma pop up store, mas sim de um espaço permanente em Seattle.

A Amazon começou por vender livros online. Vinte anos depois a companhia fundada por Jeff Bezos decidiu vender livros à antiga: abriu hoje uma livraria, no campus da Universidade de Seattle.

A Amazon Books não é só uma das primeiras lojas físicas, mas o espaço é a primeira livraria de rua da marca. Mas a ligação ao mundo digital mantém-se: o conhecimento acumulado pela Amazon sobre as preferências dos seus clientes através das compras online - incluindo as avaliações dos clientes, vendas e popularidade das obras no Goodread's - vão decidir quais os livros que a livraria vai manter em stock, noticia a The Verge. As avaliações dos clientes, por exemplo, estão visíveis nas prateleiras junto aos livros. E os preços na loja física são idênticos aos da loja online.

"É dados com coração. Estamos a pegar nos dados que temos e a criar espaços físicos com isso", diz Jennifer Cast, vice-presidente da Amazon Books, citada pelo The Seattle Times.

A loja apresenta ainda seções com os livros favoritos dos colaboradores. Mas também livros recomendados por Bezos, como The Gift of Fear, de Gavin de Becker, The Five Love Languages, de Gary Chapman ou Traps, de MacKenzie Bezos. Este último é descrito por Bezos como "um livro que não se consegue parar de virar as páginas, de uma escritora premiada, que sucede ser a minha mulher".

A ligação ao mundo digital não se fica por aqui. A loja será ainda uma montra para os aparelhos Amazon como os Kindle, os tablets Fire ou a Fire TV, terminais para os quais a empresa de Bezos está a fazer o push comercial.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de