Bit2Me: Plataforma espanhola de criptomoedas prepara lançamento em Portugal

Empresa arrancou esta semana com uma campanha de publicidade no nosso país. Em 2022 prevê fazer o pedido de registo junto do Banco de Portugal.

Até 30 de janeiro do próximo ano serão muitos os portugueses que se vão cruzar com anúncios da Bit2Me. A plataforma espanhola de criptomoedas arrancou no dia 15 deste mês com uma ampla campanha publicitária para se dar a conhecer aos consumidores portugueses.

Para já, a startup vai continuar a partir de Espanha. "Após o registo no Banco de Portugal, previsto para 2022, teremos apenas uma equipa e um escritório (em Portugal)", disse José Luís Cáceres, diretor de marketing. "A sede da Bit2Me permanecerá em Espanha e, com uma equipa multidisciplinar global que dará todo o suporte à atividade da empresa e à equipa local", adiantou, em respostas a questões do Dinheiro Vivo.

O executivo lembrou que "a Bit2Me é uma empresa espanhola, que pode operar na União Europeia devido ao acordo de mercado livre". "Em 2022, queremos que Portugal seja o nosso ponto de ligação com os mais importantes parceiros globais no setor da cripto e para isso vamos colocar todos os recursos necessários para o conseguir", frisou José Luís Cáceres.

A campanha publicitária da Bit2Me abrange 320 suportes de publicidade exteriores, 36 cartazes em aeroportos, três outdoors e dois elétricos, em Lisboa. Inclui ainda a presença da marca em 15 jogos de futebol da Primeira Liga, antes e depois da época natalícia, com destaque para os jogos das equipas FC Porto vs SL Benfica, Sporting CP vs Portimonense e SL Benfica vs FC Paços de Ferreira.

De acordo com a empresa - que opera em mais de cem países -, o registo dos clientes é gratuito e não tem qualquer mensalidade pela utilização dos seus serviços. Os clientes pagam uma taxa pela transação, pelo serviço de troca quando compram, vendem ou trocam criptomoedas.

Segundo o diretor de marketing da fintech espanhola, "Portugal é um país estratégico na Europa, principalmente, pelas facilidades atuais que está a proporcionar à inovação digital e consequentemente ao setor de blockchain/cripto". Apontou que "as facilidades de investimento, bem como o seu bom clima, situação na Europa e outros ingredientes sociais, fazem com que os grandes projetos globais de cripto estejam de olho neste país e a Bit2Me está atenta e quer estar com eles para dar-lhes apoio e continuar a visão de construção de uma empresa global".

O responsável da Bit2Me frisou ainda que, "além disso, Portugal é também a porta de entrada para um dos maiores países da América Latina".

Destacou que Portugal é o segundo país com mais clientes europeus da Bit2Me, depois de Espanha, e o quarto a nível mundial. Portugal é também o segundo país, em termos globais, com mais detentores de tokens (uma criptomoeda) B2M. "Este é o cocktail perfeito para o nosso desembarque, neste momento", destacou José Luís Cáceres.

A plataforma lançou o seu próprio token, no último verão, o B2M, tendo arrecadado 17,5 milhões de euros em menos de três minutos numa emissão (ICO) que decorreu em três fases.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de