publicidade

Dove retira anúncio considerado racista das redes sociais. “Falhamos o alvo”

Dove_3

Marca pediu desculpas aos consumidores e promete usar o feedback recebido para a "guiar no futuro"

As redes sociais não perdoaram a Dove pelo anúncio colocado pela marca na sua página no Facebook. O anúncio que mostrava uma mulher negra a despir uma camisola cor de pele revelando uma mulher branca, tendo ao lado um gel de banho da marca, foi considerado racista pelos consumidores. “Falhamos o alvo”, disse a marca no Facebook, depois de retirar a campanha. Os seguidores não parecem apaziguados com o pedido de desculpas da marca.

Dove

“A Dove está comprometida em representar a beleza da diversidade. Numa imagem que publicamos esta semana, falhamos o alvo em representar com sensibilidade as mulheres negras e lamentamos profundamente a ofensa que causou. O feedback partilhado é importante para nós e será usado para nos guiar no futuro”, disse a marca num post na sua página no Facebook, seguida por mais de 27 milhões de utilizadores.

O post gerou 3 mil reações, mais de 4,6 mil comentários, na sua maioria, negativos, acusando a marca de insensibilidade e ameaçando com o boicote aos produtos.

Uma terceira imagem do anúncio revelava uma mulher de origem asiática a emergir por debaixo da camisola.

Já em 2011, a marca esteve sob o foco da atenção dos consumidores por uma campanha considerada insensível nas questões de diversidade. O anúncio, a promover um gel de banho, mostrava três mulheres com diferentes tons de pele. O texto mostrava “antes” em cima da mulher com um tom de pele mais escuro e “depois” na de tom de pele mais claro. A marca justificou dizendo que as três mulheres representam o “depois”, lembra a AdWeek.

DOVE-VISIBLE-CARE-AD

 

Em abril, foi a vez de a Nivea ser obrigada a retirar uma campanha nas redes sociais, depois de ter sido acusada de racismo. A frase “O Branco é Pureza”, associada a uma campanha colocada na página da marca no Médio Oriente, gerou fúria nos consumidores. A marca prometeu que ia rever os procedimentos de aprovação das campanhas.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
David Cameron, no Forum Económico Mundial 2020, em Davos. DR.

Davos. Os negócios, a política, o ambiente e os “do contra”

Ilustração: Vítor Higgs

Espanhóis e chineses na corrida para entrar no capital do EuroBic

Procurador-Geral da República de Angola, Hélder Pitta Grós (EPA/MARIO CRUZ)

PGR angolano afasta mais arguidos portugueses no caso Isabel dos Santos

Dove retira anúncio considerado racista das redes sociais. “Falhamos o alvo”