DV é o económico mais usado, TSF a mais ouvida, JN tem confiança e DN reforça

Dinheiro Vivo é a marca de Economia digital mais vista. Marcas do GMG alcançam melhores resultados no Reuters Digital News Report 2020.

A rádio de informação mais ouvida em Portugal e aquela em que os portugueses mais confiam, bem como o diário que merece mais confiança, são duas marcas do grupo GMG, dono do Dinheiro Vivo, marca nativa digital de economia mais consultada.

De acordo com o Reuters Digital News Report 2020, na utilização de marcas nativas digitais o Dinheiro vivo fica no Top 5 (depois de Notícias ao Minuto, Sapo, Observador e MSN), conseguindo a liderança entre os económicos. "A publicação especializada Dinheiro Vivo foi utilizada por 9,8% dos portugueses", especifica o estudo da Reuters.

TSF e JN distinguiram-se igualmente no inquérito sobre o panorama informativo nacional. No que respeita às rádios de informação, o inquérito, aplicado entre 14 de janeiro e 17 de fevereiro, mostrou que 15,1% dos portugueses optaram pela TSF, seguindo-se a Renascença e a Antena 1 (8,8%), sendo também aquela em que mais confiamos, com 73,5% (Renascença com 73%, Antena 1 com 70,3%).

Quanto aos jornais diários, destaca-se o JN no topo das marcas consideradas mais fidedignas, com 76% dos inquiridos a nomear este jornal como o de maior confiança, imediatamente seguido do DN, com 75% a confirmar a sua confiança na marca centenária - os dois jornais com os quais é publicada a versão semanal em papel do Dinheiro Vivo.

O Diário de Notícias subiu mais um lugar, para 5.º, no índice de confiança dos leitores em Portugal, segundo o mais importante diagnóstico mundial na área dos media digitais depois de ter escalado outros três lugares no ano passado.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de