Criativos no Mundo

E se pudesse dar voz a um dinossauro? Português ajuda-o a contar a sua história

A carregar player...

Luís Carlos Marques, senior art director na Leo Burnett de Chicago, é um dos criativos da campanha Specimens: Unlocking the Secrets of Life.

Em Chicago há uma cabine de som que convida os habitantes e turistas da cidade norte-americana darem a voz a espécimes animais algumas deles extintos há milhares de anos. E um criativo português, Luís Carlos Marques, está a ajudar a dar-lhes nova vida na campanha Specimens: Unlocking the Secrets of Life.

Com criatividade da Leo Burnett de Chicago, a campanha criada para o Field Museum de Chicago convida o público a dar voz à sua coleção de espécimes. Ao todo poderão dar voz a quase 200 espécimes da nova coleção do museu.

“Os criativos da agência Leo Burnett escreveram histórias para cada um dos 200 espécimes expostas. Cada espécime tem a sua personalidade própria, como, por exemplo, um esquilo aristocrata ou um macaco com hábitos noturnos inusitados”, descreve Luís Marques, senior art director da Leo Burnett de Chicago.

Specimens-With-Something-to-Say

Textos como o primeiro braquiossauro encontrado, nas Rockies, Estados Unidos, pelo paleontólogo Elmer Riggs em 1900, que tem problemas com a altura porque não pode dançar o Limbo.

“As vozes escolhidas farão parte da coleção permanente do museu e poderão ser ouvidas por visitantes através de um aplicativo mobile”, continua.

A campanha foi criada por Julio D’Alfonso, associate creative director/copy, Luís Carlos Marques (Senior Art Director) e Travis Klausmeier (associate creative director/Copy), sob direção criativa de Ia Murad e Pete Lefebvre.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Antonoaldo Neves, CEO da TAP Air Portugal. Foto: REUTERS/Regis Duvignau

TAP com prejuízos 118 de milhões em 2018

Roman Escolano, ministro da Economia de Espanha, Mario Draghi, do BCE, e Mário Centeno. Fotografia: REUTERS/Yves Herman

Portugal ainda satisfaz pouco nas reformas estruturais, mas supera nota da UE

Luís Máximo dos Santos é presidente do Fundo de Resolução e vice-governador do Banco de Portugal.

Banca só pagou 20% dos custos do Fundo de Resolução

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
E se pudesse dar voz a um dinossauro? Português ajuda-o a contar a sua história