Criativos no Mundo

E se pudesse dar voz a um dinossauro? Português ajuda-o a contar a sua história

A carregar player...

Luís Carlos Marques, senior art director na Leo Burnett de Chicago, é um dos criativos da campanha Specimens: Unlocking the Secrets of Life.

Em Chicago há uma cabine de som que convida os habitantes e turistas da cidade norte-americana darem a voz a espécimes animais algumas deles extintos há milhares de anos. E um criativo português, Luís Carlos Marques, está a ajudar a dar-lhes nova vida na campanha Specimens: Unlocking the Secrets of Life.

Com criatividade da Leo Burnett de Chicago, a campanha criada para o Field Museum de Chicago convida o público a dar voz à sua coleção de espécimes. Ao todo poderão dar voz a quase 200 espécimes da nova coleção do museu.

“Os criativos da agência Leo Burnett escreveram histórias para cada um dos 200 espécimes expostas. Cada espécime tem a sua personalidade própria, como, por exemplo, um esquilo aristocrata ou um macaco com hábitos noturnos inusitados”, descreve Luís Marques, senior art director da Leo Burnett de Chicago.

Specimens-With-Something-to-Say

Textos como o primeiro braquiossauro encontrado, nas Rockies, Estados Unidos, pelo paleontólogo Elmer Riggs em 1900, que tem problemas com a altura porque não pode dançar o Limbo.

“As vozes escolhidas farão parte da coleção permanente do museu e poderão ser ouvidas por visitantes através de um aplicativo mobile”, continua.

A campanha foi criada por Julio D’Alfonso, associate creative director/copy, Luís Carlos Marques (Senior Art Director) e Travis Klausmeier (associate creative director/Copy), sob direção criativa de Ia Murad e Pete Lefebvre.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
REUTERS/Pedro Nunes/File Photo

Programa de arrendamento acessível arranca a 1 de julho. Tudo o que deve saber

Fotografia: Pedro Rocha/Global Imagens

Governo questiona RTP sobre não transmissão de Jogos de Minsk

DHL Express Store2

DHL Express vai investir até 600 mil euros em rede de lojas pelo país

Outros conteúdos GMG
E se pudesse dar voz a um dinossauro? Português ajuda-o a contar a sua história