criatividade

Ex-Brandia fundam agência para criar marcas para mentes curiosas

wonder

Resultado dessa visão do mundo das marcas pode ser visto na identidade do Super Bock Group, a antiga Unicer

É uma agência de criação de marcas para mentes curiosas. “Chamamo-nos Wonder\Why porque todos os grandes projetos de marca nascem de interrogações: ‘To reach the wonders, we need the whys'”, conta Ricardo Miranda, ao Dinheiro Vivo. “A assinatura é ‘branding for curious minds'”, acrescenta.

O resultado dessa visão do mundo das marcas pode ser visto na identidade do Super Bock Group, a antiga Unicer. Identidade e campanha de comunicação dessa mudança tiveram criatividade da Wonder/Why, fundada por Ricardo Miranda e Filipa Robalo, ambos ex-Brandia, agência de criação de marcas na qual estiveram durante uma década.

“A agência somos nós dois com uma rede de talentos que juntamos à equipa, consoante as necessidades do projecto”, diz Ricardo Miranda.

“Os outros clientes ainda não são públicos. A seu tempo. Tal como com o rebranding da Unicer“, afirma.

A Wonder\Why

Filipa Robalo é gestora de formação e passou pela JWT, pela BBDO e desta à Brandia, onde foi diretora de serviço de clientes.

Ricardo Miranda é advogado de formação e fez um percurso como copywriter que o levou da Leo Burnett à FCB, desta à Edson Comunicação, MKT e finalmente à Brandia, onde foi diretor criativo.

Na nova agência o foco “é branding com integração de publicidade nesse enquadramento”, descreve.

Para a agência “é fundamental que estratégia, design, brand voice, publicidade, digital, ativações, eventos, produção, gestão de projeto, sejam trabalhadas em sintonia, porque o valor de uma marca está na integração. A dispersão da sua comunicação desvaloriza-as”, dizem. Chamam-lhe “imersão e impacto”.

“Imersão é branding. O foco é criar relação com os públicos da marca. Impacto é publicidade. O foco é chamar a atenção dos públicos da marca. Imersão lida com algo tão sensível como a construção de uma identidade. Impacto lida com a afirmação inesperada de uma mensagem-chave. Imersão é uma corrida de fundo. É preciso tempo, paciência e saber apreciar os pequenos passos. Impacto são corridas de 100 e 200 metros. É feito de explosões criativas e de momentos únicos”, justificam.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O ex-presidente do BES, Ricardo Salgado, à saída do Tribunal de Santarém. Fotografia: PAULO CUNHA/LUSA

Tribunal declara nula acusação de BdP contra Salgado e Amílcar Pires

Mario Drahi, presidente do Banco Central Europeu. Fotografia: Banco Central Europeu

BCE mantém taxas de juro em zero e estímulos até setembro

João Cadete de Matos, presidente da Anacom

Fotografia: Vítor Gordo/D.R.

Anacom analisa exigência do serviço universal postal

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
Conteúdo TUI
Ex-Brandia fundam agência para criar marcas para mentes curiosas