Marketing

Festivais. Patrocínios rendem às marcas quase 140 milhões

Oeiras, 13/07/2019 -  Terceiro dia do Festival NOS Alive, no passeio marítimo de Algés. 
( Pedro Rocha / Global Imagens )
Oeiras, 13/07/2019 - Terceiro dia do Festival NOS Alive, no passeio marítimo de Algés. ( Pedro Rocha / Global Imagens )

NOS, Meo e Vodafone foram as que mais ganharam com a associação da marca a eventos de música.

Patrocinar festivais dá retorno para as marcas e nenhuma lucrou mais do que a NOS. Dois dos eventos a que a operadora dá nome, o NOS Alive e o NOS Primavera Sound, geraram um retorno mediático de mais de 36,5 milhões de euros no ano passado. A Meo é a marca que se segue com 26,2 milhões, e em terceiro lugar surge a Vodafone, com um retorno de 17,5 milhões.

Os 50 festivais monitorizados pela MediaMonitor, da Marktest, geraram no ano passado um retorno mediático de 137,7 milhões de euros para as marcas. O NOS Alive foi o festival que gerou maior retorno mediático, tendo o evento organizado pela Everything is New dado origem a 5050 notícias. Um conjunto de referências nos media que gerou um retorno de cerca de 24,3 milhões.

O Super Bock Super Rock foi o segundo festival a gerar o maior número de notícias (2667), mas ao nível de retorno mediático surge na quinta posição do ranking, com 15,3 milhões. A este valor a Super Bock soma mais 2,4 milhões com o patrocínio ao Super Bock em Stock, evento organizado em novembro pela Música no Coração, e que gerou 779 notícias. É o 15º festival com maior impacto.
Com 19,9 milhões de retorno mediático, o Meo Sudoeste é o segundo festival com melhores resultados, apesar de ter gerado um número inferior de notícias: 2175 referências. Juntamente com os 6,3 milhões do Marés Vivas, resultantes das 1479 notícias produzidas, a marca detida pela Altice Portugal obteve um retorno total de 26,2 milhões.

A Vodafone também capitalizou com a associação à música, com o Vodafone Paredes de Coura a gerar 2563 notícias e um retorno de 17,5 milhões.

O Rock in Rio ocupa a quarta posição do ranking: gerou 2316 referências, que resultaram num retorno de 15,3 milhões. No top 10 destaque ainda para a EDP. Dois dos festivais patrocinados pela elétrica – EDP Vilar de Mouros (7.ª) e EDP Cool Jazz (8.ª)- geraram 14,5 milhões de euros.

Entre os festivais com melhores resultados está o Festival F. O evento, que decorre em setembro, em Faro, tem várias marcas associadas (Delta, Meo, Super Bock ou Fnac, entre outras), mas nenhum name sponsor. Gerou 583 referências nos media, o que resultou num retorno mediático superior a cinco milhões de euros.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Biedronka assegura 68% das vendas; Pingo Doce 24%

Jerónimo Martins vai impugnar coima de 24 milhões na Polónia

Parque Eólico

EDP Renováveis vende sete parques eólicos à Finerge em Espanha

Luís Máximo dos Santos é presidente do Fundo de Resolução.

Fundo de Resolução diz que comprador da GNB tinha a proposta “mais atrativa”

Festivais. Patrocínios rendem às marcas quase 140 milhões