marcas

Há cada vez mais marcas portuguesas entre as mais reputadas

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Delta volta a liderar o ranking de reputação das marcas, mas há mais insígnias nacionais entre as mais reputadas no estudo da OnStrategy

Há cinco marcas portuguesas entre as mais reputadas no Global RepScore Pulse, da OnStrategy. Há um ano eram apenas duas as marcas nacionais, a Delta e Vista Alegre, que figuravam nos níveis de excelência. Seleção Nacional de Futebol, a Mimosa e a Luso juntam-se agora no top. A Delta volta a liderar.

“A economia portuguesa está claramente num ciclo positivo, sendo tal refletido pelo desempenho das marcas institucionais e comerciais a operar em Portugal”, comenta Pedro Tavares, partner e CEO da OnStrategy, citado em nota de imprensa.

Em 2019, a Delta renova a sua posição de liderança, alcançada pela primeira vez no ano passado. O top 3 fica fechado com a Olá e a Nestlé, que ocupavam em 2018 as terceira e quarta posições, tendo ambas subido uma posição. Já em quarto lugar, surge a Seleção Nacional de Futebol, um salto após a vitória no Euro 2016. Seguem-se marcas tecnológicas e digitais, como o WhatsApp e o YouTube.

O estudo indicia uma crescente confiança em marcas portuguesas. “Melhorando os indicadores de reputação nacional, os cidadãos tendem a valorizar as marcas que mais lhes tocam o coração e o nacionalismo, sempre e quando a exposição a risco de crises seja pequena”, diz Pedro Tavares, citado em nota de imprensa.

Entre os setores analisados, o de Alimentos e Bebidas é o que está mais bem posicionado, com cinco marcas no nível de excelência. Quanto às restantes marcas destacam-se setores como Tecnologia, Brinquedos, Desporto e Produtos Industriais. Por oposição, a maior desconfiança dos consumidores vai para o setor das Apostas Desportivas, dos Seguros e, por fim, o de Construção e Engenharia.

Para além da Delta, que lidera o setor de Alimentos e Bebidas, o estudo revela, ainda, as marcas com os níveis de reputação mais elevados nas diversas áreas. WhatsApp (Tecnologia), Vista Alegre (Bens Industriais), Seleção Nacional de Futebol (Desporto), Michelin (Automóvel), Ikea (Retalho Geral), Fundação Champalimaud (Saúde e Bem-Estar), L’Oréal (Bens de Grande Consumo), RFM (Media), McDonald’s (Retalho Alimentar), Pestana (Turismo e Lazer), Galp (Energia), Via Verde (Mobilidade), Visa (Cartões de Crédito), Lego (Brinquedos), Novartis (Farmacêutico), Fidelidade (Seguros), Vodafone (Telecomunicações), Deloitte (Consultoria, Auditoria e Serviços Legais), Santa Casa (Apostas Desportivas), Santander Totta (Banca), Levi’s (Retalho Têxtil), Rolex (Bens de Luxo), TAP (Aviação), CTT (Serviços Logísticos), Vieira de Almeida (Serviços Legais e Advocacia) e, por fim, Teixeira Duarte (Construção e Engenharia) são, em 2019, líderes de reputação nas suas respetivas áreas em Portugal.

O Global RepScore Pulse avalia o posicionamento e os níveis emocional e racional de reputação associados a mais de 2700 marcas em Portugal, tendo por base um trabalho de campo que decorre durante as 52 semanas do ano junto de mais de 40 mil cidadãos, representativo da sociedade portuguesa em termos de distribuição geográfica, género, idade e grau de formação.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
A ministra do Trabalho, Ana Mendes Godinho (D), e o secretário de Estado do Emprego, Miguel Cabrita (E). Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Salário mínimo de 635 euros? Dos 617 dos patrões aos 690 euros da CGTP

concertação

Governo sobe, sem acordo, salário mínimo até 635 euros em 2020

concertação

Governo sobe, sem acordo, salário mínimo até 635 euros em 2020

Outros conteúdos GMG
Há cada vez mais marcas portuguesas entre as mais reputadas