brinquedos

Lego. O tijolo mais criativo de sempre faz 60 anos

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Tijolo sobre o qual foi construído gigante dos brinquedos mundial celebra 60 anos este domingo

É apenas um pequeno tijolo de plástico mas tem incendiado a imaginação de gerações de crianças, adultos e até publicitários convidando-os a darem largas à sua criatividade. Este domingo o tijolo da Lego faz 60 anos.

“Brincar com Lego incentiva a criatividade e a curiosidade, e o tijolo Lego é a peça principal — montar e desmontar os tijolos vezes e vezes sem conta, onde a imaginação é o único limite. Isto ajuda as mentes mais jovens a manterem a abertura, a continuarem a explorar e a desenvolverem capacidades essenciais para o século XXI, como a criatividade, a colaboração e a resolução de problemas”, afirma Julia Goldin, diretora de marketing do grupo Lego.

O grupo Lego começou a produzir tijolos de plástico em 1949, mas só nove anos mais tarde, em 1958, é que nasceu o tijolo Lego tal como hoje o conhecemos. E ainda hoje dois tijolos Lego produzidos com 60 anos de diferença encaixam uns nos outros. É que os moldes usados para produzir peças Lego têm um erro de precisão de até 4 μm (0,004 mm), ou seja, inferior à largura de um cabelo.

Tudo começou em 1949 quando o fundador da Lego, Ole Kirk Kristiansen, criou os primeiros tijolos chamados Automatic Binding Bricks (tijolos de encaixe automático), quatro anos depois o nome foi alterado para Lego Mursten (“tijolos LEGO” em dinamarquês) e estavam disponíveis em cinco cores: branco, vermelho, amarelo, azul e verde. Hoje são mais de 60 as cores usadas pela companhia na produção dos seus sets de jogos.

Leia ainda: A Lego tem uma rede social: Lego Life chega a Portugal em 2018

“Os tijolos originais eram ocos, pelo que tinham uma capacidade de encaixe limitada. As crianças conseguiam construir modelos, mas desfaziam-se se fossem movimentados ou se as estruturas inclinassem. Enquanto as crianças brincavam com tijolos sem tubos, intensificaram-se os esforços no sentido de melhorar a capacidade de encaixe, até que em 1958 chegaram ao design atual do tijolo Lego”, explica a Lego.

“Todas as crianças têm imaginação e iniciam o caminho da vida com um potencial, uma curiosidade e uma criatividade incríveis. As experiências de aprendizagem divertidas são importantes para ajudar as crianças a manter essa criatividade e curiosidade pela vida fora. Também queremos incentivar a imaginação das próximas gerações mais novas e continuar a inspirar as crianças a sonharem com mundos que ainda não imaginamos”, diz Julia Goldin, citada em nota enviada à imprensa.

Leia ainda: Lego. Há um português a criar blocos mágicos no reino da Dinamarca

A empresa familiar é uma das líderes mundiais na produção de brinquedos, tendo fechado 2016 com receitas de 37,9 mil milhões de coroas dinamarquesas e lucros de 9,4 mil milhões, empregando mais de 16,8 mil colaboradores. Mas também a Lego está a sofrer um processo de reinvenção: entrou no mundo do cinema em 2013, com o filme Uma Aventura Lego e, fazendo a ponte para o mundo digital, a empresa conhecida pelos tijolos já tem uma rede social, a Lego Life, cuja versão portuguesa está prevista chegar este ano, tal como já noticiou o Dinheiro Vivo.

Renovar para contrariar quebras de vendas. Os números completos de 2017 ainda não são conhecidos, mas em setembro a Lego anunciou o despedimento de 1400 trabalhadores, depois de ter apresentado até junho, e pela primeira vez numa década, uma quebra de 5% das receitas, para 14,9 mil milhões de coroas dinamarquesas, sofrendo com a quebra de vendas na Europa e nos Estados Unidos.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
apple one

Apple One junta vários serviços, chega a Portugal mas com limitações. O que tem

A  90ª edição da Micam, a feira de calçado de Milão, está agendada para os dias 20 a 23 de setembro, com medidas de segurança reforçadas. Fotografia DR

Calçado. Micam arranca este domingo e até há uma nova marca presente

Os ministros da Presidência do Conselho de Ministros, Mariana Vieira da Silva (C), Economia, Pedro Sia Vieira (E) e do Trabalho Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho (D). MANUEL DE ALMEIDA/POOL/LUSA

Portugal é o quarto país da UE onde é mais difícil descolar do mínimo

Lego. O tijolo mais criativo de sempre faz 60 anos