Há um novo diretor criativo português na Jung von Matt / Spree Berlim

Desde 2012 na Alemanha, João Peixoto sobe agora à direção criativa da agência alemã que trabalha a partir de Berlim a conta da eBay, Haribo, Postbank, Sixt, entre outras.

Trabalhou a criatividade da campanha de reeleição de Angela Merkel na Jung von Matt/Spree em Berlim, três anos e muitas campanhas depois o Criativo no Mundo João Peixoto sobe à direção criativa da agência alemã. Desde 2021 que criativo português está a trabalhar na Alemanha.

"O desafio é o de continuar o caminho feito nos últimos anos mas com mais poder de decisão. Construir uma equipa, juntamente com a minha dupla, para trabalhar clientes da agência com foco internacional, não pondo de parte clientes do mercado nacional. Apesar de tudo este ano de 2020 foi também um ano de redefinir objetivos para a agência e é ótimo estar na linha da frente para os atingir", adianta João Peixoto, ao Dinheiro Vivo.

MINI, Sixt, ebay, GetYourGuide são algumas das marcas que nos últimos três anos tem trabalhado na agência de Berlim como diretor de arte sénior, depois de cinco anos na Dieckerschmidt, como diretor de arte e, na fase final como head of art.

"Às vezes o trabalho do qual mais nos orgulhamos nem é o que brilha nos festivais. O dia-a-dia tem muitos desafios que são bons de ultrapassar. Ganhar contas para a agência, especialmente neste ano e saber que isso ajuda a todos é importante, claro. No ano passado conseguimos fazer o projeto Electric Everywhere, para a MINI em Lisboa, um verdadeiro desafio de execução que conseguimos ultrapassar", destaca João Peixoto dos projetos que tem desenvolvido na Jung von Matt. A conta da Mini esteve com a agência até abril do ano passado.

Agora como diretor criativo - reportando aos diretores gerais da Jung von Matt / Spree, Jan Harbeck e Sven Rebholz - vai ter em mãos um novo desafio, sobre o qual ainda não pode falar.

"A conta principal ainda não é pública. No entanto, é uma marca automóvel e o nosso desafio é gerir a comunicação digital da marca a nível global. Vamos trabalhar esta conta com vários departamentos da agência ligados entre si, por isso a equipa acaba por ser bastante grande e tocar em várias áreas, sempre sob a nossa direção criativa. Este é por si só um trabalho muito grande mas com o tempo o objetivo é juntar mais clientes à equipa", adianta.

O Criativo no Mundo faz um balanço positivo de quase uma década a trabalhar fora de Portugal. "Estou na Alemanha desde 2012, sempre em Berlim. Tem sido uma experiência boa. Não é um mercado fácil (existe algum mercado fácil?) mas é desafiante. Como sempre, houve altos e baixos. Não é fácil para estrangeiros porque o mercado nacional é bastante grande e a língua é uma barreira inegável. Mas a Alemanha tem dimensão para atrair clientes globais, como o que falamos neste caso. 2020 foi um ano complicado mas também foi um ano de "ir atrás", de ganhar contas e preparar a agência para 2021 e isso é desafiante", refere.

João Peixoto destaca igualmente o percurso de criativos nacionais no mercado externo. "Um grande orgulho é ver como nos últimos anos os criativos portugueses se espalharam pelo mundo e conseguiram competir com qualquer outro. Quando comecei a trabalhar em publicidade em Portugal parecia que o "limite" dos nossos criativos era o país vizinho. E sempre demos muito valor à experiência que vinha de fora", comenta.

"Quem começa hoje em dia olha para o mundo e vê criativos portugueses em posições de decisão (e não só). Vê o percurso inacreditável do João Coutinho nos Estados Unidos e do Hugo Veiga no Brasil (e no mundo). Vê diretores criativos portugueses em Nova Iorque, Berlim, Paris, Londres, Amesterdão, em Xangai, em tantos lugares pelo mundo fora. Isso é um motivo de orgulho, sem dúvida", acrescenta.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de