"Pós-verdade" é a palavra do ano para os dicionários Oxford

O uso do termo cresceu cerca de 2000% em 2016 devido à campanha pela saída do Reino Unido da União Europeia e à campanha de Donald Trump nos EUA

Dois acontecimentos políticos marcantes à escala mundial ditaram a escolha da palavra do ano para a Oxford Dictionairies. "Post-truth", que se traduz livremente como "pós-verdade", foi a eleita dos editores dos famosos dicionários.

Primeiro o Brexit e depois a eleição de Donald Trumo colocaram o termo nas bocas dos eleitores e nas páginas de todos os jornais. Não sabe o que é a pós-verdade? Os analistas políticos definem o termo como "um adjetivo relacionado ou que denota circunstâncias nas quais os factos objetivos são menos determinantes na formação da opinião pública do que os apelos à emoção e às crenças pessoais".

O uso do termo cresceu cerca de 2000% em 2016 face ao ano passado, devido à campanha pela saída do Reino Unido da União Europeia e à campanha de Donald Trump nos EUA.

"O uso da palavra aumentou muito em junho, com todo o frenesim do Brexit e das eleições nos Estados Unidos. Nos últimos tempos não houve sinais de que o uso da palavra venha a abrandar, e eu não ficaria surpreendido se 'pós-verdade' se tornasse numa das palavras que definem a nossa era", declarou Casper Grathwohl, presidente da Oxford Dictionairies.

Para o responsável, a escolha reflete "um ano altamente dominado por discursos políticos e sociais" bem como a influência das redes sociais como fonte de notícias.

O primeiro uso conhecido da palavra pós-verdade remonta a 1992, pelo dramaturgo sérvio Steve Tesich.

Em 2015 a palavra do ano para os editores dos Oxford Dictionairies foi um emoji, causando alguma polémica.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de