publicidade

Publicis diz adeus ao Cannes Lions 2018. Motivo? Poupar dinheiro

Arthur Sadoun

Fotografia: D.R.
Arthur Sadoun Fotografia: D.R.

Decisão surge pouco depois da entrada do novo CEO do grupo Arthur Sadoun. Novo CEO assumiu liderança do grupo no início de junho

O grupo Publicis não vai participar na edição do próximo ano do Cannes Lions. O motivo? Cortar custos. E a proibição aplica-se, sem exceção, a todas as agências do grupo a nível mundial, a partir de 1 de julho.

O grupo, que em Portugal tem as agências criativas Publicis e Leo Burnett, quer obter “2,5% de sinergias de custos em 2018” e espera obter essas poupanças, em parte, “eliminando todo os festivais/feiras profissionais para o próximo ano”, segundo uma comunicação interna enviada por Frank Voris, CEO dos serviços financeiros do grupo, citado pela Adweek.

A decisão “é mandatória e não serão aprovadas exceções”.

A decisão marca a entrada de Arthur Sadoun, o novo CEO do grupo, o homem que sucedeu a Maurice Levy à frente dos destinos do grupo de comunicação.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Ministro adjunto Pedro Siza Vieira. 
(Leonardo Negrão / Global Imagens)

Proposta que cria sociedades de investimento em imóveis avança até final do ano

O ministro das Finanças, Mário Centeno. Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Despesa com juros da dívida ultrapassou 5 mil milhões de euros até julho

Apple devolve à Irlanda14 mil milhões em ajudas consideradas ilícitas

Outros conteúdos GMG
Publicis diz adeus ao Cannes Lions 2018. Motivo? Poupar dinheiro