Cannes Lions 2018

Qual o Grand Prix que tem um dedo criativo português?

lixo

Dos seis Grand Prix já atribuídos na edição deste ano do festival internacional Cannes Lions, há um com dedo criativo português.

Dos vários Grand Prix já atribuídos até ao momento na edição deste ano Cannes Lions há um que tem dedo criativo português: The Trash Isles, ganhou em Design, e conta com o contributo do Criativo no Mundo, o português radicado em Londres, Dalatando Almeida.

O diretor de arte da AMV BBDO, de Londres, é um dos criativos que envolvidos em The Trash Isles, dando a conhecer a dimensão do problema causado pelo plástico nos oceanos. Para este arquipélago fictício, a agência londrina criou uma moeda, bandeira e um passaporte. O trabalho já tinha sido premiado com 10 lápis no festival D&AD.

 

 

Veja aqui os Grand Prix até agora atribuídos no Cannes Lions.

Grand Prix Mobile

Detector de Corrupção, da Grey Brasil para o Reclame Aqui, foi o Grand Prix na categoria Mobile. A aplicação assenta em tecnologia de reconhecimento facial que, ao colocar o telemóvel em frente à cara de um político (seja em televisão ou imagem num jornal) reconhece o político remetendo para uma ficha com informação sobre se está envolvido em processos de corrupção. Em outubro, decorrem eleições no Brasil.

 

 

Grand Prix Print & Publishing

O projeto Tagwords, da agência brasileira África, para a cerveja Budweiser, foi o Grand Prix em Print & Publishing. Um cartaz com referência a um ano, o nome de um festival de música, a palavra Budweiser, remetendo para uma pesquisa num motor de busca. Resultado? O consumidor deparava-se com uma fotografia antiga de um artista segurando uma garrafa de Budweiser.

 

Outdoor com direito a dois Grand Prix

Next Exit, da McDonald’s, da agência canadiana Cossette, foi um dos trabalhos escolhidos pelo júri de outdoor para Grand Prix na categoria. A campanha mostrava apenas uma parte do M do logótipo da cadeia de restauração, espalhado ao longo das estradas e com frases com direções como “próxima saída”.

 

O segundo Grand Prix na categoria foi para “The Daily Show presents The Donald J Trump Presidential Twitter Library”, desenvolvida pelo programa Daily Show, exibido pelo Comedy Central com os tweets mais polémicos do atual presidente dos Estados Unidos.

 

 

Grand Prix Rádio

A Ogilvy da Cidade do Cabo (África do Sul) ganhou o Grand Prix em Rádio & Áudio, com a campanha Soccer Song for Change, para a cerveja Carling Black Label da Anheuser-Busch. A acção pretendia divulgar a iniciativa #NoExcuse, contra o abuso de mulheres.

 

 

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O ministro das Finanças, Mário Centeno, intervém durante a  conferência "Para onde vai a Europa?", na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, 22 de março de 2019. MÁRIO CRUZ/LUSA

Próximo governo vai carregar mais 8 mil milhões em dívida face ao previsto

O ministro das Finanças, Mário Centeno, intervém durante a  conferência "Para onde vai a Europa?", na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, 22 de março de 2019. MÁRIO CRUZ/LUSA

Próximo governo vai carregar mais 8 mil milhões em dívida face ao previsto

Motoristas de matérias perigosas em greve concentrados na Companhia Logística de Combustiveis - CLC.
Fotografia: Paulo Spranger / Global Imagens

Combustíveis. Sindicato conseguiu mais 200 sócios com greve

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Qual o Grand Prix que tem um dedo criativo português?