Samsung suspende produção do Galaxy Note 7

Fabricante sul-coreana pediu aos parceiros para deixarem de vender ou trocar os Galaxy Note 7 e aos clientes para pedirem o dinheiro de volta.

A Samsung decidiu suspender a produção do Galaxy Note 7, segundo a Reuters, depois de ter pedido às lojas que parem de vender o equipamento e aos clientes que desliguem o aparelho e o entreguem para devolução, por risco de explosão.

Em comunicado, a Samsung pediu a todos os seus "parceiros globais para parar as vendas e trocas do Galaxy Note 7 enquanto a investigação decorre".

Agora, a Reuters garante, citando uma fonte não identificada, que a produção do aparelho vai mesmo parar, o que pode levar a perdas de 17 mil milhões de dólares para a marca sul-coreana, representando cerca de 19 milhões de telefones inutilizados.

A primeira ação da Samsung previa a recolha de 2,5 milhões de aparelhos e a substituição por um novo, depois de se achar que o problema estava na construção da bateria do equipamento devido a um erro de um fornecedor.

A Samsung também pediu aos donos dos equipamentos para que os desliguem. Os clientes devem "desligar os telefones e usar as alternativas disponíveis, como a devolução do dinheiro no local de compra".

"Estamos a trabalhar para investigar os casos recentes envolvendo o Galaxy Note 7. Como a segurança dos consumidores permanece a nossa maior prioridade a Samsung vai pedir a todas as operadoras e parceiros no retalho a nível global para parar as vendas e trocas enquanto a investigação decorre".

As ações da Samsung afundaram 7,5% depois da informação ser divulgada.

(atualizada às 11h22 com informação da suspensão da produção)

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de