marca

Wonder\Why cria ‘marcas que marcam’ para Centromarca

marcas brancas

Rebranding da Centromarca surge no ano em que associação que promove e defende marcas assinala o 25º aniversário

A agência de criação de marcas Wonder\Why criou a nova identidade da Centromarca, associação que promove e defende as marcas em Portugal. O rebranding surge no ano em que a associação assinala 25 anos de existência.

Um novo símbolo, cor, tipo de letra e uma nova assinatura são as alterações imprimidas pela agência co-fundada por Ricardo Miranda. A agência foi responsável pela nova identidade do Super Bock Group (ex-Unicer) e pela campanha de reposicionamento da Ordem dos Advogados.

 

“Com este escudo aberto, composto pelo nome e nova assinatura, acreditamos que a Centromarca ganha uma identidade mais nobre, mais madura” afirma Ricardo Miranda, creative partner da Wonder\Why, “mais preparada para se expandir e poder ajudar os seus associados a lidar com os desafios do branding”.

Centromarca

 

“Um escudo aberto feito de tipografia refletindo uma nova linha de atuação mais ambiciosa, focada em manter as marcas abertas à inovação, às tendências e ao risco” é o novo símbolo da Centromarca, explica a agência. Deixa de estar destacado, como no símbolo anterior, o ‘R’ de Centromarca, representativo de ‘marca registada’, já que a associação “não se limita a defender as marcas contra as imitações “.

Hoje a associação também desafia as marcas “a lutarem pela autenticidade e pela criação de uma relação emocional com os consumidores”. O novo símbolo tem uma cor diferente. “Um verde mais sereno e atual, sem necessidade de protagonismo, sem competir visualmente com as marcas dos seus associados. Um nome composto em 4 linhas — mais sólido, mais inusitado”, refere a agência.

O logótipo tem igualmente um novo tipo de letra – “mais minimalista, mais contemporâneo” – bem como uma nova assinatura: “para marcas que marcam”, colocando o “foco no ‘propósito’ das marcas no contexto atual.”

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O presidente do Novo Banco, António Ramalho, discursa na cerimónia de lançamento do Projeto de Divulgação Cultural do Novo Banco. Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Bruxelas. Novo Banco custa mais 0,3% do PIB em 2020, vírus não se sabe

Transporte de mercadorias
(D.R.)

Compras portuguesas de cereais estão seguras. Consumo já cai e volta ao bairro

autoeuropa coronavirus

Siza Vieira: Nem estado de emergência impede Autoeuropa de reabrir a 20 de abril

Wonder\Why cria ‘marcas que marcam’ para Centromarca