Tombo de 11% da Jerónimo Martins arrasta PSI20 para queda de mais de 2%

A bolsa de Lisboa encerrou com uma queda de mais de 2% para 5.654,18 pontos, penalizada essencialmente pela descida de 11% da Jerónimo Martins, dona dos supermercados Pingo Doce.

Das 19 cotadas que integram o PSI20, seis subiram, 12 desceram e uma ficou inalterada.

A Jerónimo Martins caiu 11,08% para 19,22 euros, liderando as descidas, depois de ter sido anunciado que a Asteck, o seu segundo maior acionista, vendeu a participação de 5% que detinha na retalhista.

Num comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Jerónimo Martins disse ter recebido do Goldman Sachs a informação de que a Asteck, empresa com sede no Luxemburgo e detida por uma 'holding' do setor petrolífero, acordou vender as 31.464.759 ações que detinha ao preço de 19,75 por ação, o que corresponde a um total superior a 621 milhões de euros.

No resto da Europa, Madrid desceu 0,61%, Londres 0,34% e Milão 0,23%, mas Paris subiu 0,34% e Frankfurt 0,61%.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de