iniciativas

Prémios Millennium Horizontes vão distinguir mais empresas

Pedro Pires de Miranda, da Siemens (esq.), Nuno Amado, do Millennium bcp (dir.), e Jorge Portugal, da COTEC, estiveram com Rosália Amorim (DV) nos estúdios da TSF, em Lisboa, para anunciar a 3ª edição dos prémios (Gerardo Santos / Global Imagens)
Pedro Pires de Miranda, da Siemens (esq.), Nuno Amado, do Millennium bcp (dir.), e Jorge Portugal, da COTEC, estiveram com Rosália Amorim (DV) nos estúdios da TSF, em Lisboa, para anunciar a 3ª edição dos prémios (Gerardo Santos / Global Imagens)

A 3ª edição do galardão mais importante para o setor empresarial passou de nove para 39 empresas que este ano vão ser premiadas. O lançamento do Millennium Horizontes, iniciativa do Millennium bcp, aconteceu esta tarde nos estúdios da TSF, num debate com moderação da diretora do Dinheiro Vivo, Rosália Amorim.

Os prémios Millennium Horizontes estão de volta e, este ano, vão ter um alcance ainda maior. A terceira edição da iniciativa do Millennium bcp tem mais categorias, mais empresas finalistas e também mais vencedores. As novidades foram reveladas hoje por Nuno Amado, presidente do conselho de administração do Millennium bcp, durante a sessão de lançamento que decorreu nos estúdios da TSF, em Lisboa.

A mesa redonda contou também com a participação de Pedro Pires de Miranda, CEO da Siemens, e Jorge Portugal, diretor-geral da COTEC Portugal, que se juntaram esta tarde para uma conversa moderada por Rosália Amorim, diretora do jornal económico, Dinheiro Vivo. O debate, em torno dos desafios e oportunidades para o tecido empresarial, serviu também para assinalar a abertura das candidaturas de um dos mais importantes prémios que distingue pequenas, médias e grandes empresas portuguesas.

A partir de hoje e até 30 de setembro, empresários de todos os setores poderão inscrever-se através do site www.millenniumbcp.pt/premios-horizontes. O objetivo de distinguir as empresas mantém-se – salienta Nuno Amado -, mas há algumas mudanças que vão dar um novo fôlego à iniciativa que tem como parceiros o Grupo Global Media (TSF, JN, DN e Dinheiro Vivo), a Universidade Católica Portuguesa, a COTEC e a AICEP. Desde logo, a introdução da categoria temática “Investimento”, que se junta à “Exportação”, à “Internacionalização” ou à “Inovação”. Microempresas já vem de edições anteriores, mas vai contar este ano com a vertente de Startups. A edição de 2019 inclui ainda uma classe de categorias setoriais para Turismo, Agricultura, Mar e Floresta e Comércio&Serviços.

E, se nos anos anteriores, apenas foi distinguida uma empresa por categoria, agora são três, passando os finalistas de 45 para 65 e os vencedores de nove para 39 empresas. “Com o sucesso das edições passadas, pareceu-nos da maior justiça alargar a abrangência desta iniciativa”, justificou o presidente do Millennium bcp, recordando as 1400 candidaturas avaliadas nos últimos dois anos.

O prazo para as empresas se candidatarem estende-se até ao fim de setembro e a seleção dos finalistas será feita pelas equipas da COTEC e da Universidade Católica Portuguesa. “Será esta lista que depois será apresentada ao júri encarregue de votar nas vencedoras”, explica Jorge Portugal, diretor-geral da COTEC Portugal.

O júri, presidido por Nuno Amado, conta ainda com sete membros, Daniel Proença de Carvalho, presidente do conselho da administração do Global Media Group, Luís Castro Henriques, presidente da AICEP, Céline Abecassis-Moedas, dean de formação de executivos da Universidade Católica Portuguesa, Pedro Pires de Miranda, CEO da Siemens, Beatriz Freitas, presidente do Sistema Português de Garantias Mútuas, Francisco Avillez, fundador e coordenador cientifico da AgroGes e Jorge Portugal, diretor geral da COTEC. “É uma indiscutível oportunidade para dar palco às pequenas, médias e grandes empresas não só a nível nacional como internacional”, remata Pedro Pires de Miranda.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa (E), conversa com o ministro de Estado e das Finanças, Mário Centeno (D), durante o debate parlamentar de discussão na generalidade do Orçamento do Estado para 2020 (OE2020), esta tarde na Assembleia da República, em Lisboa, 09 de janeiro de 2020. MIGUEL A. LOPES/LUSA

Subida do PIB em 2019 chega aos 2,2% com revisão nas exportações de serviços

Foto - Leonardo Negrao

Deco: seguros de saúde não cobrem coronavírus, seguros de vida sim

Foto: D.R.

Easyjet. Ligações de Portugal com Itália não serão afetadas, por enquanto

Prémios Millennium Horizontes vão distinguir mais empresas