Carlos Ghosn demitido e acusado de ter demasiado poder

Nissan_CEO_Carlos_Ghosn_a-a144898ba7f2521fb137f8143d4612e42d479e5d

Carlos Ghosn foi substituído na liderança da Nissan, e o CEO da marca veio afirmar que o anterior Presidente detinha demasiado poder na empresa Numa declaração para os funcionários da empresa relativamente ao escândalo causado pelo anterior Presidente, o CEO da Nissan, Hiroto Saikawa, veio afirmar que o poder dentro da marca estava demasiado concentrado numa só pessoa. Esta afirmação veio ajudar a explicar o que ele considera tratar-se de uma configuração descompensada dentro da Aliança Nissan-Renault-Mitsubishi, em que Carlos Ghosn, detido na última semana por fraude e apropriação de fundos, ocupava os cargos de Presidente das três marcas e […]

Ler mais em www.motor24.pt

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Fotografia: José Carmo/Global Imagens

ISEG estima queda do PIB entre 8% e 10% este ano

António Mota, fundador da Mota-Engil. Fotografia: D.R.

Mota-Engil é a única portuguesa entre as 100 maiores cotadas do setor

António Rios Amorim, CEO da Corticeira Amorim. Fotografia: Tony Dias/Global Imagens

Lucros da Corticeira Amorim caíram 15,1% para 34,3 milhões no primeiro semestre

Carlos Ghosn demitido e acusado de ter demasiado poder