Tecnologia

Cientistas já conseguem produzir combustível a partir do ar

104297rha_Fuel-Pump-e1561-0d6bd3d3593e5581d2025dd13ba2c91e99e05c56

Uma espécie de mini-refinaria já consegue produzir, fora do laboratório, combustível a partir do ar

Investigadores do Instituto Federal de Tecnologia de Zurique (ETH Zurich) desenvolveram uma nova tecnologia que produz hidrocarbonetos líquidos, os componentes principais de combustíveis, a partir do sol e do ar. A universidade suíça tem vindo a desenvolver vários projetos de extração de dióxido de carbono do ar, tendo um deles evoluído para a empresa Climeworks. Mas agora o projeto evoluiu e já consegue produzir, fora do laboratório, combustível a partir do ar.

A mini-refinaria foi construída no telhado de um laboratório do ETH Zurich, e usa energia solar para dar energia ao equipamento e também para forçar as reações químicas que extraem CO2 e água diretamente do ar em volta. O processo transforma o CO2 e a água em gás sintético, uma mistura de hidrogénio e monóxido de carbono. Este é depois transformado em querosene, metanol e outros hidrocarbonetos, já prontos para serem usados em combustão. Todo o processo produz menos dióxido de carbono do que aquele que retira do ar.

Estes combustíveis são importantes para reduzir a pegada ecológica do transporte aéreo e marítimo, em que a eletrificação para longas viagens é quase impossível com a tecnologia atual, ao contrário do que acontece com os automóveis. Ao funcionar a temperaturas altas, a mini-refinaria da ETH Zurich consegue produzir quantidades apreciáveis de combustível rapidamente, embora nesta fase ainda só consiga fazer um decilitro de combustível por dia. No entanto, num processo de industrialização, com uma área de um quilómetro quadrado coberta por painéis solares, vai ser possível produzir 20 mil litros de querosene por dia.

Ler mais em www.motor24.pt

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Greve de motoristas de matérias perigosas parou o país, em abril. 
(MÁRIO CRUZ/LUSA

Nova greve dos camionistas dia 12. Pré-aviso já foi entregue

Assunção Cristas e Bruno Bobone, na sede da Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa, nos Restauradores
(ANTÓNIO COTRIM/LUSA)

Cristas apela a empresários para darem mais força à oposição

Assunção Cristas e Bruno Bobone, na sede da Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa, nos Restauradores
(ANTÓNIO COTRIM/LUSA)

Cristas apela a empresários para darem mais força à oposição

Outros conteúdos GMG
Cientistas já conseguem produzir combustível a partir do ar