Esta Harley-Davidson é a pedais para guiar fora da estrada

Depois de lançar a submarca Serial 1, a ​​​​​​​Harley-Davidson continua empenhada em ampliar a sua gama de e-bikes.

Mais do que uma marca, a Harley-Davidson é um estilo de vida, símbolo de liberdade, adrenalina e emoção. Mas, a preparar-se para deixar os ruidosos motores a gasolina para trás, o icónico construtor americano de motos, já cultiva uma nova geração de fãs, adeptos da eletrificação (pois claro...) e mais preocupados com as questões ambientais e da sustentabilidade.

Depois de lançar a Serial 1, a divisão de bicicletas, a marca de culto continua a ampliar a sua gama de e-bikes. A mais recente é esta BASH/MTN, uma edição de montanha com produção limitada a apenas 1.050 unidades produzidas, metade para os Estados Unidos e metade para a Europa.

O novo modelo mantém o conceito minimalista da MOSH/CTY lançada em 2021, mas está mais adaptada para aventura, com pneus Michelin E-Wild de alto volume, canote de selim com suspensão SR Suntour NCX e sistema de travagem potente de discos hidráulicos TRP de quatro pistões.
Dispensa suspensões e também não tem trasmissão. "Menos é mais", afirmou Aaron Frank, responsável da submarca Serial 1. "Essa é a promessa da BASH/MTN. Sem suspensão exigente para ajustar, sem um transmissão trabalhosa para ajustar - apenas duas rodas, uma marcha e um propósito: oferecer a conexão mais direta entre você e o trilho. Quanto menos tecnologia para manter, mais poderá concentrar-se em aproveitar cada pedalada", acrescentou.

Entre os trunfos, o feedback sem filtros habitual nestes modelos de quadro rígido e a aceleração instantânea que o sistema elétrico de velocidade única oferece.

A bateria (removível) com 529kWh permite percorrer entre 50 e 150 quilómetros com uma única carga.

Os preços arrancam nos 3.999 dólares (3.721 euros) nos Estados Unidos.

Para saber mais clique aqui: www.motor24.pt

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de