Motor 24

Sucessão na Renault agendada para fevereiro

www.turbo_.pt52232ren-11-ad675ebbe8b71fda38d2f72bd15800df5a37ad20-6338e20be710ebce62174a6167dbd854462c8dd1

Embora já tenham sido vários os delfins apontados a Carlos Ghosn sem que nunca tenha chegado a substituição no cargo de CEO da Renault, informações agora reveladas indicam que dentro de dois meses deverá ser anunciada a passagem de testemunho Fontes próximas da Renault revelaram ao jornal gaulês ‘Les Echoes’ que está prestes a ser anunciado o sucessor de Carlos Ghosn na liderança da marca do losango, que ele ocupa desde 2005. Foi indicado que de momento os possíveis candidatos já estão a ser escrutinados, uma tarefa a cargo de um comité criado especialmente para esse efeito. O momento da […]

Ler mais em www.motor24.pt

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página inicial

O ministro das Finanças, Mário Centeno (C), acompanhado pelos secretários de Estado, da Administração e do Emprego Público, Maria de Fátima Fonseca (E), dos Assuntos Fiscais, António Mendonça Mendes (2-E), do Orçamento, João Leão (2-D), e do Tesouro, Álvaro Novo (D), fala durante conferência de imprensa sobre a proposta do Orçamento do Estado para 2019 (OE2019), realizada no Salão Nobre do Ministério das Finanças, em Lisboa, 16 de outubro de 2018. Na proposta de OE2019, o Governo estima um crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de 2,2% no próximo ano, uma taxa de desemprego de 6,3% e uma redução da dívida pública para 118,5% do PIB. No documento, o executivo mantém a estimativa de défice orçamental de 0,2% do PIB no próximo ano e de 0,7% do PIB este ano. RODRIGO ANTUNES/LUSA

Conheça as principais medidas do Orçamento do Estado para 2019

O ministro das Finanças, Mário Centeno (C), acompanhado pelos secretários de Estado, dos Assuntos Fiscais, António Mendonça Mendes (E), do Orçamento, João Leão (2-D), e o Adjunto e das Finanças, Ricardo Mourinho Félix (D), fala durante conferência de imprensa sobre a proposta do Orçamento do Estado para 2019 (OE2019), realizada no Salão Nobre do Ministério das Finanças, em Lisboa, 16 de outubro de 2018. Na proposta de OE2019, o Governo estima um crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de 2,2% no próximo ano, uma taxa de desemprego de 6,3% e uma redução da dívida pública para 118,5% do PIB. No documento, o executivo mantém a estimativa de défice orçamental de 0,2% do PIB no próximo ano e de 0,7% do PIB este ano. RODRIGO ANTUNES/LUSA

Dos partidos aos sindicatos, passando pelo PR, as reações ao OE 2019

Outros conteúdos GMG
Sucessão na Renault agendada para fevereiro