Volkswagen antecipa mini-SUV elétrico por 20 mil euros

O ID.Life pode transformar-se num mini-cinema ou num centro de videojogos, por exemplo. Saiba como.

A Volkswagen apresenta o seu próximo passo na mobilidade elétrica acessível, com o concept ID.Life a apontar para um modelo de produção em série de inspiração "retro", mas repleto de tecnologias e com preço mais acessível na gama de elétricos ID da marca germânica, que aponta para um custo em redor dos 20.000€ quando for lançado em 2025.

No seu esforço de disseminação dos automóveis elétricos, a Volkswagen revelou no Salão de Munique mais um automóvel com base na plataforma MEB (ainda que numa variante mais pequena) dedicada para modelos 100% elétricos e que já serviu de base a outros modelos do Grupo Volkswagen.

Esta visão de um automóvel compacto totalmente elétrico está orientada para as pessoas que apreciam experiências comuns, sendo altamente sustentável e digitalizado para uma utilização flexível além do simples meio de transporte sem emissões: o ID.Life pode transformar-se num mini-cinema ou num centro de videojogos, por exemplo.

O desenho do ID.Life parece seguir a ideologia criada de certa forma pelo Honda e, num misto de classicismo com vanguardismo, apostando em formas limpas e simples. A marca aponta que os elementos decorativos e acrescentos foram dispensados, bem como misturas complexas de materiais. A divisão horizontal entre a carroçaria, superfície vidrada e tejadilho contribui para essa mesma aparência purista, enquanto o tejadilho amovível têxtil (feito de garrafas de plástico recicladas) permite converter o ID.Life num descapotável para aproveitar as viagens a céu aberto.

A dianteira e a traseira são bastante retas, com tecnologia LED nos grupos óticos integrados na carroçaria. O símbolo da Volkswagen é também iluminado, para maior distinção à noite. No exterior, destaque ainda para o verniz da carroçaria com farripas de madeira que são usadas como corante natural a par de um endurecedor biológico.

Uma das grandes alterações deste modelo face aos que já foram apresentados com base na plataforma MEB passa pelo facto de o ID.Life ter tração dianteira, dispondo de um motor elétrico de 172 kW (234 CV), o que lhe permite acelerar dos zero aos 100 km/h em 6,9 segundos. A bateria de 57 kWh, embora compacta, oferece uma autonomia na ordem dos 400 quilómetros em ciclo WLTP.

Cinema móvel

No interior, a tecnologia domina, com a totalidade dos comandos a serem operados de forma tátil, havendo ainda a particularidade de não ter um ecrã central de infoentretenimento: o smartphone do utilizador fará as vezes desse ecrã, "agarrando-se" ao tablier por via de um íman, integrando-se com o próprio sistema do veículo para que o condutor/utilizador possa aceder às suas músicas ou aplicações de navegação.

Mas, caso queiram aproveitas as potencialidades de entretenimento, o ID.Life dispõe de uma tela de projeção de 34 polegadas para onde podem ser projetados filmes, cobrindo a totalidade do para-brisas. Para maior conforto, este Volkswagen preconiza até modularidade interior para que existam diferentes configurações. No modo "Cinema", os bancos dianteiros reclinam na totalidade e os passageiros, sentados nos lugares traseiros, podem usar os bancos da frente como banquetas para os pés. Também os bancos traseiros podem ser rebatidos para criar uma área de cama.

Todos os revestimentos do interior são produzidos com materiais sustentáveis, incluindo óleos biológicos, borracha natural e casca de arroz.

Para saber mais clique aqui: www.motor24.pt

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de