Opinião

Cibersegurança: um desafio que exige investimento

Cibersegurança, Internet segura

O impacto do novo Regulamento Geral de Proteção de Dados

A entrada em vigor do novo Regulamento Geral de Proteção de Dados permite a maior defesa dos dados pessoais de todos nós, impossibilitando a sua utilização sem o nosso consentimento. Muitas vezes, na realidade cibernética, estes dados são usados sem que conheçamos a sua utilização. Considerando esta realidade, torna-se ainda mais importante colocar em cima da mesa o tema da Cibersegurança.

Muitas empresas apressaram-se para se adaptar ao novo regulamento. Uma das áreas em que a proteção de dados é fundamental é precisamente a área dos Recursos Humanos e de Processamento Salarial, devido à natural necessidade de processamento de dados. Este tem de ser o foco: proteger os ativos das organizações e minimizar os riscos a que os departamentos de Recursos Humanos das empresas estão expostos. Ciberataques externos, fugas de informação e roubos de identidade são riscos reais a ter em conta na proteção de dados.

Perante o risco associado ao tratamento de dados, torna-se necessário assegurar todos os procedimentos técnicos e organizacionais em matéria de Cibersegurança. A norma internacional ISO 27001 pretende estabelecer os requisitos referentes a um Sistema de Gestão de Segurança da Informação, permitindo assim que as organizações avaliem os seus riscos e implementem os procedimentos necessários para a preservação da confidencialidade, integridade e disponibilidade da informação. Esta norma visa garantir que a informação não seja utilizada por terceiros não desejados ou que não se perca. A certificação ISO 27001 demonstra a importância que a proteção de informação tem para as empresas que adotam a norma e abrange a maior parte dos controlos que o novo Regulamento Geral de Proteção de Dados requer.

Já este ano, realizou-se o primeiro Exercício Nacional de Cibersegurança em Portugal, uma ação importante que colocou este tema na agenda mediática e que permitiu às entidades envolvidas melhorarem a sua capacidade de resposta e a qualidade e segurança dos serviços prestados.

As empresas e demais organizações têm de continuar a investir nos melhores procedimentos que protejam os seus maiores ativos: os dados de cada pessoa.

Responsável comercial da Seresco Portugal

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Ministro das Finanças, Mário Centeno, na apresentação do Orçamento do Estado para 2019. 16 de outubro de 2018. REUTERS/Rafael Marchante

Bruxelas envia carta a Centeno a pedir o triplo do esforço orçamental

lisboa-pixabay-335208_960_720-754456de1d29a84aecbd094317d7633af4e579d5

Estrangeiros compraram mais de mil imóveis por mais de meio milhão de euros

João Galamba (secretário de estado da energia) , João Pedro Matos Fernandes (Ministro para transição energética) e António Mexia  (EDP) durante a cerimonia de assinatura de financiamento por parte do Banco Europeu de Investimento (BEI) da Windfloat Atlantic. Um projecto de aproveitamento do movimento eólico no mar ao largo de Viana do Castelo.
(Reinaldo Rodrigues/Global Imagens)

Mexia diz que EDP volta a pagar a CESE se governo “cumprir a sua palavra”

Outros conteúdos GMG
Cibersegurança: um desafio que exige investimento