Opinião: Rosália Amorim

A descarrilar?

Foto: REUTERS/Rafael Marchante
Foto: REUTERS/Rafael Marchante Pessoas, Rossio, Lisboa, Portugal

Alguns economistas temem que a falta de investimento público esteja a enfraquecer a economia ou, pior, que faça acumular problemas.

A economia portuguesa é “um comboio em risco de descarrilar”, escreveu ontem a agência noticiosa Reuters. Um dia antes tínhamos ficado a saber que, afinal, o produto interno bruto português desacelerou em 2018; a queda do investimento público registada comprometeu as ambições da geringonça. Segundo o texto publicado pela agência, alguns economistas temem que a falta de investimento público esteja a enfraquecer a economia ou, pior, que faça acumular problemas, que podem vir ao de cima quando surgir uma nova recessão. A gigantesca dívida pública, para lá de 120% do PIB, e a degradação dos serviços públicos não são esquecidas no mesmo artigo. Alertas a ter em conta, em véspera de remodelação governamental.

Neste sábado são conhecidas as listas do PS para as eleições europeias e esse anúncio força o primeiro-ministro a remodelar o governo. Há nomeações já avançadas, como a de Nelson de Souza para ministro do Planeamento e com a pasta dos Fundos Estruturais, e a de Pedro Nuno Santos para as Infraestruturas, Transportes e Habitação. Falta saber, ao certo, sobre quem recai a escolha para tomar conta da Modernização Administrativa, já que além de Pedro Marques também Maria Manuel Leitão Marques é candidata às eleições europeias. Não está em cima da mesa uma remodelação radical, mas sim de continuidade até às eleições legislativas. Porém, até lá, a economia pode alterar-se de forma substancial, obrigando o renovado governo a ter (ainda mais) jogo de cintura.

Uma nota final, para agradecer a todos os leitores e a toda a equipa de jornalistas que dia após dia trabalha os melhores conteúdos para alcançar a liderança, permitindo ao Dinheiro Vivo bater mais um recorde de audiências, segundo dados da NetAudience, ontem conhecidos. O Dinheiro Vivo subiu três posições no ranking, para o 17.º lugar global nacional, tendo reforçado a sua audiência em 402 mil utilizadores face a dezembro, para 1,149 milhões, segundo o estudo de audiências da Marktest relativo a janeiro, conhecido nesta sexta-feira. O Global Media Group foi o grupo de media líder de audiências no digital em janeiro, tendo impactado 3,588 milhões de utilizadores.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Mário Vaz, CEO da Vodafone Portugal  Fotografia: Orlando Almeida / Global Imagens

Mário Vaz. “Havendo frequências, em julho teríamos cidades 5G”

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa (C), durante a cerimónia militar do Instituto Pupilos do Exército (IPE), inserido nas comemorações do 108.º aniversário da instituição, em Lisboa, 23 de maio de 2019.  ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

Marcelo: “Quem não for votar, depois não venha dizer que se arrepende”

Certificados

Famílias investiram uma média de 3,3 milhões por dia em certificados este ano

Outros conteúdos GMG
A descarrilar?